Serra inaugura em São Paulo clínica dirigida a homossexuais

serra_fuzil
Serra em outro evento

Deu no Jornal de Brasília (comento ao final):

São Paulo, 9 jun (EFE).- Foi inaugurada hoje em São Paulo a primeira clínica pública para atendimento exclusivo de homossexuais, travestis e transexuais, em uma experiência inédita no Brasil.

O centro de atendimento médico, inaugurado pelo governador do estado, José Serra, terá profissionais nas áreas de medicina, enfermaria, psicologia, nutrição e dietética e fisioterapia especializados no atendimento a gays.

“Recebemos este hospital com muita felicidade. É um pontapé inicial para que outras cidades façam o mesmo”, afirmou Alexandre Santos, presidente da Associação da Parada do Orgulho de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Travestis e Transexuais.

Ele afirmou que a diferença desta clínica começa na recepção: “Em outros hospitais, alguns funcionários não sabem como lidar com detalhes, como na questão do nome” em casos de transexuais.

“Mas o mais especial será que teremos urologistas e endocrinologistas especializados, por exemplo”, ressaltou.

A inauguração do centro de saúde faz parte das atividades que precedem a 13ª Parada do Orgulho LGBT, que deve atrair cerca de três milhões de pessoas nas ruas de São Paulo, segundo os organizadores.

Durante o desfile, a Secretaria de Saúde distribuirá um milhão de preservativos e fará testes para detectar aids. EFE

Fonte:

Comento:

Então. Temos aí mais uma prova robusta da segregação que estão levando a efeito no Brasil. Vejam vocês, foi criada uma clínica para atendimento exclusivo de homossexuais, travestis e transexuais, concedendo a eles privilégios especiais em detrimento dos direitos das demais pessoais. Hetero não tem vez. É só homossexual. Se você não for gay, travesti ou transexual, esqueça, pois não será atendido. Vá buscar atendimento em outro lugar. É isso que o governo de São Paulo está fazendo.
Se isso não for uma forma de discriminação contra os heterossexuais, então eu não sei dizer o que é. Separar as pessoas por aquilo que eles denominam de “opção sexual” é de um desvario e de uma irresponsabilidade que não tem tamanho. É mais uma evidência de como o movimento gay tem conseguido espaço dentro dos círculos do poder; não bastasse o governo federal, agora também no Estado de São Paulo.
Além de ser um ato discriminatório e ofensivo à moral, representa também um enorme desrespeito para com a sociedade de um modo geral, já que a inauguração de uma clínica dessa natureza pressupõe que o governo de São Paulo tem oferecido atendimento de primeira em todas as áreas da saúde. É como se tivesse cumprido o dever de casa; feito a sua obrigação e partisse agora para as obras “acessórias”, “voluptuárias”.  Mas não é o que acontece. Assim como nos demais estados, o atendimento hospitalar é um verdadeiro caos. Pessoas estão morrendo em leitos. Faltam médicos e medicamentos.
Portanto, estão fazendo do dinheiro público papel de troca simplesmente para agradar os homossexuais. É o totalitarismo em evidência!

É uma lástima!

Divulgação: www.comoviveremos.com
Anúncios