Podcast: “O Cristão na Universidade”

Quando as universidades abandonaram a cosmovisão cristã? O que leva um estudante a perder a fé em Jesus Cristo? Qual o papel da igreja nesse cenário? A apologética é o caminho? O que fazer para se manter firme? Essas e outras perguntas discutidas nesse podcast!

O podcast cristão do Bibotalk tem a missão de ensinar teologia em áudio para ver o crescimento bíblico-teológico da igreja brasileira. Com esse programa pretende encorajar os jovens cristãos a pensarem a sua vivência cristã em contexto universitário. Continuar lendo Podcast: “O Cristão na Universidade”

As três funções da apologética

A apologética possui pelo menos três importantes funções.

Primeiro, ela fortalece a fé dos cristãos. Na medida em que se aprofunda nas razões da fé cristã, o crente alicerça ainda mais as suas convicções, servindo a apologética para dar consistência teológica aos cristãos em geral, afastando consequentemente a imaturidade e a superficialidade espiritual tão comuns nos nossos dias. O treinamento em apologética cristã, desse modo, é uma necessidade premente da igreja, notavelmente para capacitar aqueles que pretendem ingressar na universidade. Continuar lendo As três funções da apologética

Heresia, Ortodoxia o Papel da Teologia Apologética na Cultura Atual

RESUMO O presente artigo pretende discutir, de forma minimalista, o papel da teologia na cultura atual. Propõe-se uma breve re exão sobre alguns pontos que margeiam a tensão entre teologia e cultura, especialmente sobre tradição, heresia e ortodoxia. Discute-se o rela- cionamento entre Cristianismo e cultura e a abordagem responsiva da apologética cristã para a defesa e contextualização do Evangelho. Acesse o artigo no Academia.Edu. Continuar lendo Heresia, Ortodoxia o Papel da Teologia Apologética na Cultura Atual

Conselhos aos apologistas cristãos

por Willian Lane Craig Originalmente publicado como: “Advice to Christian Apologists”. Texto disponível na íntegra em: http://www.reasonablefaith.org/apologetics-training-advice-to-christian-apologists. Traduzido por Marcos Vasconcelos. Revisado por Djair Dias Filho. Em 1983, quando proferiu sua palestra inaugural como professor de filosofia da cátedra John O’Brien na Universidade de Notre Dame, Alvin Plantinga elegeu como tema “Conselhos a filósofos cristãos”. Hoje, escolhi como assunto o tema correlato, mas de algum … Continuar lendo Conselhos aos apologistas cristãos

Os ateus e suas novas tolices

Como escrevi no artigo A Escola Dominical dos ateus (Ensinador Cristão, n.º 41, p. 18/20): “O ateísmo (pós) moderno difere-se em muito do ateísmo de um passado não muito distante. Se outrora eles não faziam questão de expor abertamente suas idéias, hoje estão a defendê-las de maneira ostensiva, baseados em uma visão de eminentemente secularizada”. Richard Dawkins, em seu livro Deus, um delírio, por exemplo, … Continuar lendo Os ateus e suas novas tolices

Os Ateus coitadinhos! Invertendo quem persegue a quem

por Solano Portela
  
A Folha de São Paulo publicou uma entrevista de página inteira com Daniel Dennett, em 10 de maio de 2010, a propósito de uma visita que fará ao Brasil em novembro deste mesmo ano. Dennett é um dos mais famosos novos ateus, ou neo-ateístas, que vêm sacudindo o mundo com declarações bombásticas contra religião; mais especificamente, contra o cristianismo. Ao lado de Richard Dawkins, Samuel Harris e Christopher Hitchens, completa o quarteto nefasto conhecido como “Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse”, pois lembram aqueles que despejam o flagelo e perdição sobre a humanidade.

Mr. Dawkins, qual o problema com a pedofilia?

Luiz Gustavo Assis

Lendo a reportagem sobre o plano de Dawkins e Hitchens de processar o papa Bento XVI, é notório como o ateísmo não consegue lidar com as consequências de suas pressuposições filosóficas. Se “Deus está morto”, qual é o padrão moral que o ser humano deve se espelhar? “O homem é a medida de todas as coisas”, um cético poderá responder. Mas ele terá que responder outra pergunta: Qual homem? (por homem entenda comportamento) Hitler ou Madre Tereza? Stalin ou Gandhi? Pinochet ou Jesus? A ética centralizada no ser humano, como proposta por Kant, não funcionou e pior: trouxe consequências catastróficas para nossa geração.

Continuar lendo “Mr. Dawkins, qual o problema com a pedofilia?”

Reformissão e evangelho integral

por Leonardo Gonçalves

Vejo em nossos dias certa preocupação em alguns pastores – principalmente a liderança mais jovem – em estabelecer para o futuro uma igreja que entenda e respeite as diferenças culturais, promovendo um intercambio cultural sadio. A preocupação com os temas sociais também aumentou, e o eco de Lausanne ressoa timidamente no Brasil, com três décadas de atraso. Finalmente, visionários começam a enxergar a possibilidade de termos uma igreja que expresse o amor de Deus aos homens de forma plena, prática, integral.

Neste caminho, porém, há certos riscos que precisam ser evitados, para não cair na cilada de, neste afã por ser relevante, acabar assimilando tudo de ruim que o secularismo e o pós-modernismo gerou. Dentre os perigos que encontramos neste emocionante caminho, destaco alguns que são os mais comuns: Continuar lendo “Reformissão e evangelho integral”