Caminhos contra a intolerância religiosa


Há dois caminhos viáveis para o combate à intolerância religiosa: liberdade religiosa e respeito. E ambos são vias de mão dupla. Um na esfera jurídica, outro no âmbito pessoal.
O direito à liberdade religiosa (não a diversidade religiosa) é um direito humano fundamental de primeira grandeza. Sem ele os demais direitos não se efetivam plenamente
Enquanto isso, o respeito é a virtude da consideração pelo outro. O respeito não implica aceitação acrítica do pensamento contrário, mas a valorização humana do próximo, ainda que divergente.
Com efeito, a tolerância não é o resultado da permissividade e um salvo conduto para a arbitrariedade.
A tolerância pode ser classificada de duas maneiras legítimas.
Primeiro, a tolerância legal que é o direito que cada pessoa tem de acreditar em qualquer crença (ou em nenhuma) que se queira acreditar. Tal tolerância é muito importante em nossa sociedade, e nós, como cristãos, devemos manter nossa convicção de que ninguém jamais deve ser coagido a crer no que cremos.
Segundo, existe a tolerância social, o compromisso de respeitar todas as pessoas mesmo que discordemos frontalmente de sua religião e ideias. Quando nos envolvemos com outras religiões e questões morais na feira ideológica, deve ser com cortesia e bondade. Temos de viver em paz com todos os indivíduos, mesmo com os de convicções e crenças divergentes.
Segundo D. A. Carson, “as melhores formas de tolerância, em uma sociedade livre e aberta, são as receptivas e tolerantes com as pessoas, mesmo quando há grande desacordo acerca das ideias delas”. Entretanto, hoje, a tolerância, em muitas sociedades ocidentais, foca cada vez mais as ideias, não as pessoas. O resultado de adotar essa nova tendência de tolerância “é haver menos discussão dos méritos das ideias conflitantes – e menos civilidade”.
A tolerância religiosa, portanto, não significa abraçar a crença do outra tomando-a como verdadeira. Tolerar significa suportar outrem na exata medida em que queremos ser suportados.
Por outro lado, a imposição ideológica de um tolerância absoluta com as ideias diferentes e até mesmo estranhas, no fundo revela um outro tipo de arbítrio e intolerância: a intolerância dos tolerantes!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s