O cristão que se suicida perde a salvação?


por Valmir Nascimento Milomem

Tenho um profundo respeito pelo pastor Renato Vargens. Sempre que possível acompanho seu blog e leio atentamente seus escritos, os quais concordo em grande parte, especialmente suas denúncias em relação ao neopentecostalismo atual e às travessuras levadas a efeito por líderes e falsos pastores. Alguns posts, aliás, foram publicados aqui.

Entretanto, ele escreveu recentemente um artigo com o título “Os evangélicos e o suicídio” onde, motivado pelo acontecimento envolvendo a atriz Leila Lopes, aborda esse assunto tão delicado, o qual, com a devida vênia, não posso concordar.

Ele escreve: “Em primeiro lugar não acredito que um cristão verdadeiro cometa suicídio perca a sua salvação. A Bíblia ensina que a partir do momento no qual a pessoa verdadeiramente crê em Cristo, ela está eternamente salva (João 3:16). De acordo com a Bíblia, os cristãos podem ter certeza, sem sombras de dúvida, que têm a vida eterna, não importa o que aconteça. “Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna, e para que creiais no nome do Filho de Deus” (I João 5:13). Nada pode separar o cristão do amor de Deus! “Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor” (Romanos 8:38-39). Se nenhuma “criatura” pode separar um cristão do amor de Deus, e um cristão que comete suicídio é uma “criatura”, então nem mesmo o suicídio pode separá-lo do amor de Deus. Jesus morreu por todos os nossos pecados… e se um cristão verdadeiro, em tempo de crise e fraqueza espiritual, cometer suicídio – também este é um pecado pelo qual Cristo morreu“.

Ele ressalva, ainda: “Caro leitor, antes que você emita qualquer parecer é certo que todos concordamos que nenhuma pessoa racional tiraria sua própria vida e, quando isso ocorre, é um ato irracional de uma pessoa que está com algum distúrbio mental (…)“.

Antes de tecer qualquer comentário, é bom frisar  que não quero ser leviano ao efetuar a análise do texto do prezado pastor Renato Vargens. A reflexão que aqui se impõe diz respeito a um debate de idéias, fundamentado em um senso crítico aliado às minhas convicções bíblicas. Mantenho meu profundo respeito por sua pessoa, porém, nesse caso específico, não concordo com suas palavras.

Pois bem.

O pastor Renato Vargens acredita que um cristão verdadeiro que cometa suicídio não perde a salvação; isso porque, afiança ele, “A Bíblia ensina que a partir do momento no qual a pessoa verdadeiramente crê em Cristo, ela está eternamente salva (João 3:16)”.

Não tenho dúvida alguma que o ponto fulcral desse assunto gira em torno da própria concepção de salvação. Com efeito, a ponderação de Vargens tem no seu pano de fundo a doutrina calvinista, para quem, o homem, uma vez salvo, sempre salvo. De modo que, nem mesmo o suicídio “poderia separar o homem do amor de Deus”.

É interessante, mas, o suicído, ele mesmo aponta a incongruência da visão calvinista. Dizer que mesmo tirando a sua própria vida o cristão mantém a sua salvação é desconsiderar o valor da vida – dom magnífico de Deus. O homem foi criado segundo a imagem e semelhança de Deus; destruir o próprio corpo é desonrar o Criador. O apóstolo Paulo é categórico ao afirmar que nosso corpo é templo do Espírito, e que ele habita em nós (I Cor. 6.16); e que, por isso mesmo, “se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo” (1Co 3.17).

A salvação, portanto, não é uma licença para se fazer tudo que se queira, muito menos tirar a sua própria vida. O ato, em si, é uma demonstração de completa desesperança e falta de confiança no Doador da vida. Um ato de grande egoísmo, desconsiderando-se o sofrimento daqueles que ficam.

Além disso, o termo “nada” utilizado por Paulo em Rm. 8:38 não possui valor absoluto, devendo ser interpretado em conformidade com o próprio texto. Se assim fosse acreditaríamos que nem mesmo o pecado nos separaria de Deus. Mas a Bíblia diz que separa (Is. 59.2). Assim, é mais fácil que aqueles que pensam que serão salvos ouvirem a seguinte frase: “Eu nunca vos conheci; Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade” (Mateus 7:23)”, do que serem salvos.

Suicídio, não tenho dúvidas, é pecado. E se assim é, não existe possibilidade de perdão, mesmo porque diz-nos a Bíblia que aos homens está ordenado morrerem um vez, vindo, depois disso, o juízo (Hb. 9.27). Portanto, não há meio termo.

Não bastasse tudo isso, outra pergunta que se faz necessária: Como pode um “cristão verdadeiro” ser tentado acima da sua possibilidade sendo levado a tirar a sua própria vida, se a Bíblia diz que: “Não veio sobre vos tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixara tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também escape, para que a possais suportar”? Se isso realmente for verdade, de que Deus perdoa o “crente suicida”, é de se concluir também que a Bíblia esta equivocada. E isso, obviamente, não dá para aceitar.

Voltando à palavras do pastor Renato Vargens, ele escreveu ainda “que todos concordamos que nenhuma pessoa racional tiraria sua própria vida e, quando isso ocorre, é um ato irracional de uma pessoa que está com algum distúrbio mental. Isso nos leva a uma outra pergunta: Pode o cristão sofrer de doença mental?”

Dizer que nenhuma pessoa racional tiraria sua própria vida e, quando isso ocorre, é um ato irracional de uma pessoa que está com algum distúrbio mental, é uma forma de abrandar a culpa do suicida, que estaria agindo de modo irracional. Ocorre que nem todos agem assim. Muitos, sim, podem estar abalados, mas não agem de modo irracional, que é a exclusão da sua capacidade de autodeterminação. Não. Na grande maioria eles sabem perfeitamente o que estão fazendo. Podem estar em profunda depressão ou angustia, mas agem de modo racional, de forma consciente.

Ao final, Vargens conclui: “Aproveito o ensejo em afirmar que não aprovo nem tampouco reconheço que o suícidio seja uma saída àqueles que sofrem. Acredito piamente que o Senhor Todo-Poderoso é capaz de trazer bálsamo as nossas vidas e emoções restaurando naquele que nEle crêr a alegria de viver.”

De fato. Mas que o tal crente suicida não é salvo, isso realmente não é!

No amor de Cristo!

www.comoviveremos.com

76 comentários sobre “O cristão que se suicida perde a salvação?

  1. Paz amado, concordo plenamente com irmão é inconsebivel crer que um suicida seja salvo. mesmo que este se declare critão,somente quem deu a vida pode tira-la que é Deus,passamos sim por momentos tristes e desesperadores mais Deus é que coordena todas as coisas e não nos dará um fardo além das nossas forças,ele é justo.

  2. Caríssimo irmão, Paz e Vida!
    Digo assim: “Cristão verdadeiro” não existe! Ou se é cristão, ou não se é! O resto é papo furado!Não existe meio termo.
    Em primeiro lugar, temos que assumir o nosso “ser cristão” em nossa vida! Seria uma total incoerência não assumir o “tal crente”, Cristo em sua vida! (Cristo sim, Esse assumiu nossa vida em Sua vida)!
    Por outro lado, vejo resquícios de calvinismos por aqui… a salvação, continua sendo um processo da parte de Deus, com cooperação do homem; se este, interrompe cortando o fio da vida, de maneira alguma poderá Deus dar continuidade ao processo de Vida Eterna em nós. Perdeu a salvação!
    A salvação, é mais uma fase…
    Está escrito que nada nos separará do amor de Cristo. Sim, isto é um fato escriturístico; Porém, o pecado pode nos separar!
    E, se o homem tem a Cristo como seu Senhor e Salvador, conclui-se assim que, o Senhor da Vida, o domina! Pois está escrito: Quem tem o Filho, tem a vida; quem não tem o Filho, não tem a vida. Logo, quem tem o Filho de Deus, o Salvador, o Senhor, não tem o direito de tirar sua própria vida, porque não pertence mais a si mesmo, mas àquele que o resgatou do pecado!

  3. se conhecermos a fundo a história da igreja, veremos que durante as maiores perseguições muitos cristãos se suicidavam, pois não queriam negar à Cristo, nem queriam ser submetidos à agonizantes mortes sob tortura aos olhos da família, ou assistir as terríveis mortes de seus irmãos ou familiares antes de seu próprio martírio.
    Fica então a dúvida, estes cristãos perderam a salvação pois preferiram dar cabo de sua vida à serem cruelmente torturados para negar a fé?
    Creio, nestes casos, que suas mortes eram preciosas à Deus.

  4. Deus perdoa o pecado de suicídio ou não?
    Seremos salvos com pecados ou sem nenhum pecado?
    Alguns suicídios não são imediatos, a pessoa pode se arrepender neste tempo e ser salva ou não?

  5. Os cristãos verdadeiros não se suicidam. Sejam mártires ou não! O mandamento “não matarás” (Rm. 13.9) alcança, creio, a nossa própria vida (Dt.32.39; Ec 8.8). Se a nossa existência terrena está entregue nas mãos do Autor da vida, somente Ele tem o poder de decidir sobre sua
    extinção.
    Um suicida é o oposto de um mártir. Um mártir é um homem que se preocupa tanto com alguma coisa fora dele que se esquece de sua vida pessoal. Um suicida é um homem que se preocupa tão pouco com tudo o que está fora dele que ele quer ver o fim de tudo. Um quer que alguma coisa comece; o outro, que tudo acabe.
    O martírio é um testemunho. Alguém que aceita morrer por amor a Deus. O mártir é assassinado. Ele não morre porque não ama a vida ou porque não quer viver, mas aceita a morte como testemunho de fé.
    O suicida é completamente diferente, ele se mata por não crer mais na vida.
    O suicida SE MATA, o mártir, É ASSASSINADO. Se o mártir pudesse, ele evitaria morrer, não morre porque gosta da morte, mas aceita o fato para dar testemunho de fé. Um mártir é alguém que morre por amor a Deus quando outros o matam por causa de sua fé ou da caridade.
    É um equívoco chamar de mártir, aquele que se suicida!

  6. A Paz do Senhor imão Valmir!
    Posso mais que qualquer um dos opinantes aqui dizer e sentir bem o que é isso pelo simples fato de que perdi a 10 anos minha irmã então na época com 26 anos. E independente do que qualquer pessoa pense ou conheça a respeito do assunto não posso, até o momento, dizer que concordo com A ou B, senão estaria mentindo. Tenho muitas dúvidas, primeiro porque minha irmã era depressiva desde a infância, doença essa que a bem pouco tempo os médicos não sabiam reconhecê-la e que tratamento fosse dado a pessoa que fosse acometida por ela. Várias vezes procuramos ajuda na medicina e nada! Os remédios não surtiam efeito nenhum sobre ela, remédios esses que eram pra dormir, pois desde bebê ela dormia muito mal, entre outras coisas. Então minha dúvida é: do que ela e outros que já vieram ao mundo padecendo de um mal desses são culpados?. Gostaria imensamente de um esclarecimento maior, porque até hoje cada vez mais minhas dúvidas só se acumulam a esse respeito, e acredite-me penso nisso todos os dias em 10 anos e não desejo nem de longe que alguém passe por isso.

    Na Paz,
    Abília

  7. Jesus morreu por todos os nossos pecados… e se um cristão, em tempo de crise e fraqueza espiritual, cometer suicídio – também este é um pecado pelo qual Cristo morreu. Entretanto, não pôde arrepender-se do ato praticado, porque já está morto!. Só temos esta vida para viver de fé; Só temos esta vida para aceitar Jesus; Só temos esta vida para buscarmos a purificação de nossos pecados; Só temos esta vida para sermos perdoados; Só temos esta vida para arrependermos de nossos pecados; pois, está ordenado ao homem morrer uma só vez, (seja por qualquer veículo que a morte vem!). Logo após, segue-se o juízo.
    Para ser salvo, é necessário antes de tudo, ser crente! Nascer de novo! Quem é nascido de novo, não pratica pecado e, suicídio é pecado!
    Nosso julgamento concernente a uma pessoa ser salva ou não é limitado e não final. Cabe a Deus julgar!

  8. nossa fico imensamente triste quando me deparo com um comentario tao contrario as escrituras sagradas como a desse pastor de deisser que uma vez salvo salvo pra sempre em nenhuma parte das escritura esta escrito isso JESUS morreu por todos mais a biblia e clara quando diz que aquele que nao pegar a sua cruz e segui lo c cada dia nao e digno dele entao uma vez que nego a cruz de CRISTO estou negando a mim mesma e deixando para traz a minha salvaçao e tempo de despertar e olhar para CRISTO e nao para que pensar em comentarios tao incoerente como desse Pastor que deveria ler mais as sagRadas escrituras e pedir mais dicernimento ao ESPIRITOSANTO DIGO ISSO COM TODO RESPEITO POIS AFINAL SE ES PASTOR ES UM UNGIDO DE DEUS

  9. o único pecado que não á perdão mencionado na bíblia é a blasfemia contra o Espirito Santo.e é porque é ele que convence o homem do pecado.a bíblia não nos fala em lugar algum que não existe perdão para um crente que se suicida.

  10. Fratermaurício,

    Rapaz essa frase: “Um suicida é o oposto de um mártir. Um mártir é um homem que se preocupa tanto com alguma coisa fora dele que se esquece de sua vida pessoal” foi demais. Vai pro twitter.

    abç

  11. Aquiles,

    Respondendo suas indagações de modo se rodeios:

    Deus perdoa o pecado de suicídio ou não?
    R: Não, conforme expliqui no post.

    Seremos salvos com pecados ou sem nenhum pecado?

    R: Seremos salvos pela graça de Deus que encobre nossos pecados, desde tenhamos nos arrependido e confessado.

    Alguns suicídios não são imediatos, a pessoa pode se arrepender neste tempo e ser salva ou não?

    R: Acredito que não!

    abç

  12. Prezamado Valmir Milomem,

    A paz do Senhor!

    Após a sua explanação em conformidade com a Bíblia, podemos apontar com certeza que, infelizmente, não há argumentos que indiquem a salvação de um suicida, e muito menos dos que se afastam da posição correta, diante de Deus, ou seja, caminhando em busca de santidade, na coerência bíblica, segundo os conselhos de Paulo, o apóstolo de verdade: Sêde meus imitadores como o sou de Jesus Cristo.

    Por desgraça, a pregação incorreta, afina os caminhos errados de muitos como se fôsse uma navalha mortal. E assim, se perdem na orientação de um caminho largo que os leva ao precipício ou à fôrca.

    O Senhor seja contigo!

    pr. Newton Carpintero
    http://www.pastornewton.com

  13. Abilia,

    Obrigado pela participação e por expor seu drama aqui no blog.

    A Bíblia é muito clara ao afirmar que somos gerados em pecado. Portanto, independente de qualquer coisa, já nascemos culpados. A culpa não é somente de Adão e Eva, mas nossa mesmo. A isso chamamos QUEDA.

    Querer anular a culpa do ser humano é um das principais falácias desses tempos pós-modernos, transferindo para outros, ou até para Deus, todo o tipo de sofrimento.

    Entretanto, é claro, é preciso fazer uma ponderação naqueles casos em que a pessoa já vem ao mundo sem possibilidade alguma de raciocínio ou de autodeterminar-se, que acredito não tenha sido o caso de sua irmã. Nessa situação, creio, Deus é sábio para fazer o julgamento adequado.

    abç.

  14. Embora o suicídio seja um pecado contra a vida e, portanto um auto homicídio que leva o autor para longe do Céu e direto ao inferno, homicidas arrependidos são perdoados e gozam de perfeita comunhão com Cristo e, também, crimes contra a vida, mas em prol de vidas inocentes são previstos na Bíblia, como a espada da autoridade. Seguem algumas considerações a serem feitas, que eu creio só Deus pode responder:
    1º O suicida era cristão real ou apenas nominal?
    2º O suicida teve tempo para se arrepender antes de morrer, mesmo que em fração de segundos?
    3º O suicida estava em plena faculdade mental no ato?

  15. Deus nos deu a vida, apesar de tantas dificuldades, que enfrentamos não temos esse direito de tirar aquilo que Ele nos deu.É feliz quemtem Jesus no coração.

  16. Caríssimo Solon,

    Como vê, estas perguntas já foram respondidas!
    1º Cristão real(verdadeiro) não existe: ou se é cristão, ou não é!
    2º Sem arrependimento, não há perdão dos pecados!
    3º Independe! Mesmo o “suicídio”, por ser aplicado na ausência das facudades mentais!

  17. Valmir Nascimento:
    Quanto ao seu post,
    “O cristão vive não em si mesmo, mas em Cristo e no próximo. De outro modo, ele não será um cristão.” Martinho Lutero

  18. Caríssimo Fratermaurício,
    quando falamos em tese podemos dizer que tudo está respondido, porém quando abordamos caso concreto… só Deus pode responder. Por outro lado, quando falamos que há cristão nominal que é diferente do nascido de novo, nos respaldamos no Texto Sagrado, fala sobre aqueles que aparentemente vivem a fé, porém não de coração “honra-me com os lábios, mas o coração…”, aliás, você mesmo usou a expressão Cristãos verdadeiros Fratermaurício // 10/12/2009 às 6:32 pm. Mas não faremos deste assunto tão triste para a humanidade uma desculpa para a guerra, fique na paz do Senhor Jesus.

  19. Acompanho seu raciocínio. O suicida é tão pecador quanto aquele que infringe o mandamento “Não matarás”. Não creio na salvação do suicida…

  20. Valmir,
    Você falou em incongruência da visão calvinista. Vc sempre encontrará incongruência em tudo, quando a sua compreensão do assunto for tão vaga quanto é a que vc tem da gloriosa doutrina da eleição, qual seja: “uma vez salvo, salvo para sempre”. (Quero crer que não seja tão vaga assim, mas foi o que vc deixou transparecer neste post)
    Evidentemente eu não creio que um suicida terá asegurada a sua salvação, independentemente se é cristão ou não. E eu estou certo que se o suícidio é um caminho cujo único destino é a perdição,os escolhidos de Deus nunca o tomarão, ainda mesmo que o queiram, um dia ou outro, por ser forte de mais as aflições na alma.
    Voltando na sua alegada “incongruência”, o que deve-se entender então por “vida eterna”? O Senhor disse: E dou-lhes a vida eterna , e nunca hão de perecer, e ninguem as arrebatará das minhas mãos (Jo 10.28). Ao meu ver, era desnecessário as duas últimas sentenças dessa frase, mas eu penso que elas foram ditas não somente para reforçar o conceito de vida eterna, mas pra aniquilar de uma vez por todas toda interpretação deturpada do real conceito de vida eterna. Eu não consigo entender como muitos cristão vivem afligidos com medo de perder a salvação, diante de tão claras afirmações vindas dos lábios do próprio Autor da salvação! Será que eu estou equivocado em acreditar que vida eterna significa tão pura e simplesmente vida eterna?
    Vida eterna é o mesmo que salvação, e a salvação é do Senhor (Jn 2.9). Note que o Senhor disse: “dou-lhes”, e não “darei”. A vida eterna começa aqui e, obviamente, não termina mas prossegue na eternidade. Todo texto sagrado que aparentemente pareça dizer o oposto deve ser cuidadosamente interpretado à luz dos que claramente anunciam a eterna salvação e a impossibilidade de uma “ovelha ser arrebatada das mão do Senhor” , porquanto não há discrepância na santa Palavra de Deus.

    Ps. Se usei alguns termos que lhe ofenderam não foi intencional, procurei usar os que mais traduziam os meus sentimento e pensamentos. Mas como eu me senti ofendido, um tom ofensivo pode ter sido uma reação natural .

  21. Paz do Senhor Jesus Cristo!
    Sem sombras de dúvidas concorco com o Irmão Valmir pois como pode uma pessoa que destrói a obra criada pelas próprias mão do Deus Todo-poderoso, o templo do Espirito Santo ser salvo? Certamente a pessoa que pratica tal ato já nen possui o Espirito Santo sua vida pois concerteza o convenceria de tal erro que está por comenter, nada nos separará do amor de Cristo eis ai um grande motivo para não se cometer tão grande erro que é Destruir o templo e morada do Espirito Santo.
    O Sangue de Jesus tem poder!

  22. Concordo com o pastor Renato Vargens, poque a biblia quando diz respeito a salvação é muito clara nos aspectos da SOBERANIA de Deus,do favor IMERECIDO,dom de Deus, graça superabundante, nada verdadeiramente pode nos separar do amor de Deus! o fato de um salvo não cometer suicidio não é para não ir para o inferno, ou pq corre esse risco, mas porque já é salvo e ainda que fizer a graça de Deus não se limita nem pode ser anulada, é impossivel uma vez salvo lançar fora a graça de Deus e limitar a SOBERANIA de Deus. Nada fazemos para sermos salvos, mas sim porque ja o somos. I corintios tb diz “Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo.”

  23. Saudações em Cristo,
    Valdir, ao ler e apreciar o seu artigo que refuta as
    declarações do pastor Renato Vargens, sinto-me no
    dever de agradecer o “Espírito Santo”, por ter-lhe concedido uma mente sábia e que demonstra conhecer profundamente a Palavra de Deus. A luz da Bíblia a sua refutação é correta e você está no rumo certo. Parabéns!…

  24. Graça e paz,o assunto é por demais complexo,mas a meu ver também de fácil resposta:temos o caso de Judas o Iscaríotes, e o que o Senhor Jesus disse:”mas ai daquele homem por quem o filho do homem é traído!bom seria para esse homem se NÃO houvera nascido.Diante do exposto :esse tal nunca foi cristão.

  25. Pr. e amigo e Solon,

    A sua segunda meta-indagação talvez seja a mais tormentosa: O suicida teve tempo para se arrepender antes de morrer, mesmo que em fração de segundos?

    O arrependimento é sem dúvida alguma condição “sine qua non” para a salvação, assim acredito. E somente Deus sabe perfeitamente se o arrependimento foi legítimo ou não; não cabendo a nós entrarmos nesse mérito. Por outro lado, coloco em em debate se pode existir arrependimento antecipado; ou seja, poderia o indivídio, ao maquinar o seu suicidio, premediar o seu arrependimento?

    Particularmente, acredito que isso seja um erro; afinal ele premeditou o pecado e antecipou o seu arrependimento. Como diria os romanos, isso é um “actio libera in causa”, isto é, uma ação livre na causa, cuja análise deve ser efetuada no estado de ânimo da intenção e não naquele da efetivação do suposto arrependimento.

    Pra debate.

    Abç!

  26. Santiago,

    Esse é um espaço para diálogo e para debates. Não é – e nunca foi – minha intenção atacar ou ofender ninguém. E acredito que deixei isso muito claro em meu texto. Aqui, debatemos idéias e não atacamos pessoas! E por isso mesmo mantenho minhas convicções naquilo em que escrevi. Apesar de dialogar com o calvinismo em alguns pontos, nesse particular – de que o suicida pode ser salvo – entendo que é uma enorme INCONGRUÊNCIA dessa linha de pensamento teológico. Ou seja, falta nexo, lógica e até bom senso.

    Você diz que coloquei como vaga demais a síntese do calvinismo: “uma vez salvo, salvo para sempre”.

    Vejamos: Primeiro, é preciso que se diga que não escrevi um artigo teológico no seu sentido acadêmico. Essa não foi a intenção do post. Por outro lado, apesar de não ter adentrado ao âmbito de toda a teoria acredito sim que a frase “uma vez salvo, salvo para sempre” representa muito bem o panorama do calvinismo, apesar de que vocês não gostem de assumir isso. Além do mais, o próprio Norman Geisler, que se considera um calvinista moderado, aceita essa expressão (vide Eleitos, mas livre, p. 133)

    É claro. Há falhas na suma, mas diz muito do vosso pensamento.

    Sem ir muito longe, basta relatar uma citação do próprio Vargens. Ele escreveu: “A Bíblia ensina que a partir do momento no qual a pessoa verdadeiramente crê em Cristo, ela está eternamente salva (João 3:16). De acordo com a Bíblia, os cristãos podem ter certeza, sem sombras de dúvida, que têm a vida eterna, não importa o que aconteça. “Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna, e para que creiais no nome do Filho de Deus” (I João 5:13)”.

    Observe que são feitas algumas assertivas como “vida eterna não importa o que aconteça”. Ora, meu caro Santiago, basta simplesmente fazer a análise gramatical para extrair o significado do pensamento. Se não existe nada que retire a salvação “dos escolhidos”, então, uma vez salvo, salvo para sempre.

    Se existem exceções, os defensores do calvinismo deveriam deixar isso bem explícito, mas não é o que fazem, tanto é assim que nem mesmo o suicídio aceitam como exceção.
    Mas, para tentar encontrar uma explicação para o suicídio, acham mais fácil dizer que tal pessoa não era escolhida, como você mesmo diz: “Evidentemente eu não creio que um suicida terá asegurada a sua salvação, independentemente se é cristão ou não. E eu estou certo que se o suícidio é um caminho cujo único destino é a perdição,os escolhidos de Deus nunca o tomarão, ainda mesmo que o queiram, um dia ou outro, por ser forte de mais as aflições na alma.”.

    Com o devido respeito Santigo, meu amigo, mas essa explicação é simplista demais.

    Por outro lado, se você quis dizer que tal pessoa não pode ter acesso à salvação após tirar a sua própria vida, mesmo sendo um eleito, então nesse caso existe um erro de lógica em seu argumento. Do contrario, você está contrariando o próprio calvinismo em que acredita.O que mais uma vez abre-me espaço para dizer que é um pensamento incongruente; ou no mínimo,um paradoxo da sua parte.

    Você me pergunta ainda sobre Jo 10.28. De igual modo, sem querer alongar, pergunto pra você também sobre as passagens: Cl. 1.23; I Co. 15.2; II PE. 2.22; I Co. 9.27; Hb. 6.4-6 etc.

    Abç.

  27. Graça e Paz!…
    Tenho apreciado os debates do assunto em questão
    e estou agradecido pois, desperta a curiosidade de
    milhares de pessoas que começam a estudar a Bíblia
    para terem conhecimento de causa, e posterior-
    mente darão suas sugestões. No decorrer desses debates, muitas dúvidas são esclarecidas e perguntas respondidas para Glória de Deus!…
    Que o Senhor possa te presentear com grandes
    bençãos acrescidas de muita “SABEDORIA” e um “FELIZ NATAL COM CRISTO”!…

    Do seu admirador e irmão RAMOS…

  28. A paz do SENHOR DEUS de Israel á todos.Eu não concordo e nem discordo em dizer que um suicída não será visto com misericórdia pelo nosso DEUS.
    Não podemos ousar sequer nos colocar no patamar do PAI decidindo que aquele que não mais suporta um determinado sofrimento, que por sinal não sentimos para julgar, além da dor e da escolha do fim ainda receba o inferno como recompensa.
    Muitos são mais fieis que nós que aqui estamos, e talvez jamaisd chegaremos sequer próximos á esses, porém num momento de turbulência erraram, quantos erros cometemos?Quantos pecados contra nosso corpo como luxúria, quantos fora do corpo como inveja, e indiferença?
    Agora quando ouvimos falar de um cristão que por um segundo pecou, e especialmente esse pecado é o suicídio, nos achamos no direito de levá-lo para o inferno?Complicado…Isso demonstra o quanto somos hipócritas com o sofrimento alheio, e acredito que DEUS não o é como nós!!!Fiquem com DEUS.

  29. Olá,
    Não querendo julgar ninguém, mas saiba, é Deus quem julga todas as coisas.
    Eu passei por um período de depressão e só quem passa sabe como é horrível, muitas vezes desejei me livrar daqueles sentimentos, nunca desejei me matar, que fique bem claro. Mas eu entendo quem passa por depressão. Elias passou pela depressão, Davi, Paulo etc.
    Agora não pode vocês desejarem compreender a “mente” de Deus. O Eterno julga a cada um individualmente. Esse é o problema da “Teologia”, querer enquadrar o Todo Poderoso em algum esquema, não dá, pois Deus é tudo, Eterno, o Todo Poderoso. Meu irmão vc por acaso compreende a Grandeza de Deus???
    Um abraço

  30. Ah… então aquela conversa de “quanto maior o pecado maior o perdão” é mentira: tem pecado que nem Deus consegue perdoar? Então será que o suicídio é um pecado maior que a misericórdia divina?

    Não estou opinando, estou apenas perguntando se há um pecado assim tão grande, maior mesmo que a misericórdia de Deus.

    E as pessoas que fazem greve de fome por causas nobres e acabam morrendo? São mártires ou suicidas? Ou isso depende da causa? Acho esse tema do suicídio meio obscuro, e pelo que constato entre os comentários também é meio confuso pra muita gente…

    E a irmã de ABÍLIA QUEIROZ? Vocês vão dizer que é culpa dela ser depressiva? Porque os índices de correlação entre depressão e suicídio são suficientemente altos pra que a gente reflita melhor… Deus poderia considerar a depressão um fator, digamos, atenuante?

    Abraço!

  31. E se houvesse um incêndio num prédio: se eu pulasse para escapar do fogo e acabasse morto? Seria condenado pelo meu pecado de suicídio?

    Aqueles que fumam para sentir prazer e acabam morrendo? Eles com certeza não queriam se matar, apenas sentir prazer, mas acabaram se matando… Deus não conseguiria perdoar os fumantes que morrem disso, então? Ou isso não é suicídio?

    Acho que o termo suicídio é muito vago para regras tão rígidas quanto essas que vocês dizem ser de Deus e tão claras… Como que nem vocês pastores conseguem concordar no que é tão claro e tão contundente acerca da salvação?

    Quanto mais leio os comentários, mas percebo o quanto as verdades absolutas podem derivar opiniões tão discrepantes e tão contingentes… o que significa que as leis de Deus não são estão claras assim, mesmo para os sábios e eruditos.

    Abraço.

  32. E se houvesse um incêndio num prédio: se eu pulasse para escapar do fogo e acabasse morto? Seria condenado pelo meu pecado de suicídio?

    Aqueles que fumam para sentir prazer e acabam morrendo? Eles com certeza não queriam se matar, apenas sentir prazer, mas acabaram se matando… Deus não conseguiria perdoar os fumantes que morrem disso, então? Ou isso não é suicídio?

    Acho que o termo suicídio é muito vago para regras tão rígidas quanto essas que vocês dizem ser de Deus e tão claras… Como que nem vocês pastores conseguem concordar no que é tão claro e tão contundente acerca da salvação?

    Quanto mais leio os comentários, mas percebo o quanto as verdades absolutas podem derivar opiniões tão discrepantes e tão contingentes… o que significa que as leis de Deus não são estão claras assim, mesmo para os sábios e eruditos.

    Abraço a todos.

  33. Não sou pastor, nem fiz teologia e não sei 10% do que vocês sabem, mas sou um admirador dos Blogs Apologéticos, do Cristianismo verdadeiro. Li o post do Pr. Renato Vargens e li este post aqui. Lá vão minhas considerações e indagações sobre a argumentação contra a colocação do Pr. Renato:

    “Suicídio, não tenho dúvidas, é pecado. E se assim é, não existe possibilidade de perdão, mesmo porque diz-nos a Bíblia que aos homens está ordenado morrerem um vez, vindo, depois disso, o juízo (Hb. 9.27). Portanto, não há meio termo.”
    – Suicídio é pecado, e a pessoa não teve tempo de pedir perdão, certo? Então ela não tem salvação, ok?
    A argumentação acima diz: “E se assim é, não existe possibilidade de perdão”. Ou seja, como já morreu em pecado (suicídio) e está morto, não tem tempo de pedir perdão, já que não teve tempo, logo vai ao inferno.
    Eu pergunto: Um individuo cristão, aceitou a Cristo, pediu perdão, se arrependeu dos seus pecados, confessou a Cristo como Senhor e Salvador, pois bem, salvo. Imaginemos que este cidadão às 12:00 de hoje contou uma mentira ao seu chefe (pecado), ou então roubou (pecado), ou ainda cobiçou uma mulher (pecado) e às 13:00 ele morre. O mesmo não pediu perdão a Deus neste intervalo. Pergunto: Este cidadão foi ao inferno por não ter pedido perdão neste intervalo? Acho meio bizarro pensar isso.
    Ou ainda, esse mesmo individou, matou alguém (tirou a vida) às 12h e morreu às 13h, vai pro inferno?
    Pensar nisso, é pensar que o PECADO tem poder de tirar a SALVAÇÃO do homem. Se eu pensar assim, eu praticamente ANULO a morte na cruz.

    “Não bastasse tudo isso, outra pergunta que se faz necessária: Como pode um “cristão verdadeiro” ser tentado acima da sua possibilidade sendo levado a tirar a sua própria vida, se a Bíblia diz que: “Não veio sobre vos tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixara tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também escape, para que a possais suportar”? Se isso realmente for verdade, de que Deus perdoa o “crente suicida”, é de se concluir também que a Bíblia esta equivocada. E isso, obviamente, não dá para aceitar.”
    – Acho equivocada essa argumentação, pois coloca a “culpa” na Palavra. Se a pessoa seu suicidou, quem disse que foi uma tentação de Deus?

    Considerações finais: Não seria o suicídio mais um pecado como qualquer outro? Existe alguma qualificação especial na bíblia para o suicida?
    Se o suicídio é mais um pecado, uma vez que aceitei a Cristo, que me lavou dos meus pecados, qual o temer em relação a salvação? Se a resposta for de que NÃO DEU TEMPO DE PEDIR PERDÃO (por favor veja meus comentários acima).
    Hoje eu menti pela manhã, até o momento não pedi perdão. Se eu morrer agora, vou para o inferno?

  34. EDITOR cadê você? Por amor de Deus me diga alguma coisa, responda às minhas questões, eu tenho visitado diariamente o seu blog, tentando compreender o caminho da salvação e você me deixa assim, desamparado? Não responde a nenhum dos meus comentários? Você não quer me salvar? Eu tenho dado atenção e tenho lido com dedicação tudo o que está escrito no seu blog e você me oferece apenas a sua negligência? Isso parece arrogante da sua parte, no mínimo é uma enorme falta de consideração…

    Estou esperando ansiosamente pelas suas palavras e vou ficar muito desapontado se você continuar a me esnobar solenemente — como tem feito até agora!

    EDITOR CADÊ VOCÊ? EU VIM AQUI SÓ PRA TE VER!

    Abraço a todos! Muita paz!

  35. ME AJUDE.

    ACEITEI JESUS COMO MEU SALVADOR E CREIO NISSO , SE EU MENTIR E NAO DER TEMPO DE SE ARREPENDER E SE EU MORRER PARA ONDE VOU?

  36. Faço meu o conselho do apostolo Paulo á Timóteo e a Tito.
    2 Tim. 2:
    16 Mas evita os falatórios profanos, porque produzirão maior impiedade
    23 E rejeita as questões loucas, e sem instrução, sabendo que produzem contendas.
    24 E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor;
    25 Instruindo com mansidão os que resistem, a ver se porventura Deus lhes dará arrependimento para conhecerem a verdade,
    Tito 3: 8, 9 e 10.
    8 Fiel é a palavra, e isto quero que deveras afirmes, para que os que crêem em Deus procurem aplicar-se às boas obras; estas coisas são boas e proveitosas aos homens.
    9 ¶ Mas não entres em questões loucas, genealogias e contendas, e nos debates acerca da lei; porque são coisas inúteis e vãs.
    10 Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o.
    2 Tim. 2:7
    Considera o que digo, porque o Senhor te dará entendimento em tudo.

  37. Meu amigo Valmir, não responda a quem não deseja resposta, quem pergunta sobre a verdade de forma preconceituosa não merece resposta. Faça como o Senhor diante de Pilatos (silêncio).

  38. Meu caro Valmir, obrigado pelos votos.

    E lembre-se, a Bíblia diz que a glória dos homens é descobrir as coisas, mas a Glória de Deus é encobrir.
    O Senhor revela os Seus segredos aos pequeninos… isto é fantástico.

  39. Valmir,
    Ofensiva a sua resposta. Imprópria para um cristão. Na sua última afirmação, vc prega discrepância na Palavra de Deus. Antes de perguntar o que eu digo das referidas passagens, deveria explicar aquelas outras, do contrário vc assume contradição nas Sagradas Escrituras. Diga-me o que quer dizer as passagens que eu citei e eu direi (uma a uma) a minha interpretação de todas as que mandou, segundo o ponto de vista de Cristo, de Paulo, de Agotinho, de Zuinglio,de lutero de Calvino, de Spurgeon, Pink, Cheung e Sproul e de tantos outros que há anos venho lendo.
    um abraço e feliz 2010.

  40. Amigo Santiago,

    Sinceramente, não consigo vislumbrar em meu comentário qualquer ofensa à sua pessoa, “imprópria para um cristão” como você afirma. Se essa foi a sua percepção sobre minhas rápidas palavras, peço desculpas, repito, por aquilo que não quiz fazer.

    A palavra escrita é assim: soa mais forte e imponente que o seu propósito primeiro. Por isso mesmo, cumpre ao leitor agir com paciência principalmente quando o assunto envolve pontos conflitantes, algo que inclusive fiz ao ler o seu comentário inicial, de modo a não levar seus termos às últimas consequencias. Essa prática é imprescindível em qualquer diálogo.

    Por outro lado, com o devido respeito, causa estranheza a sua facilidade de se ofender. Primeiro foi com o post, em que, diga-se de passagem, fiz questão de colocar o assunto de modo objetivo; e depois, com o comentário.

    Em verdade, Santiago, seu posicionamento deveria ser de confrontação ao não aceitar minha visão doutrinária, e não de sentimento de ofensa. Debates são objetivos, onde as idéias são aclaradas, enunciadas, debatidas e postas à prova. Ora, dizer que o calvinismo é incongruente não é uma ofensa, é uma assertiva doutrinária e não uma julgamento de valor pessoal.

    Pois bem. Superada essa fase (traumática – hehe!), volvemos ao assunto…

    1. Não sei bem a razão, mas, você não refutou a declaração que citei do próprio Geisler acerca da frase: “uma vez salvo, salvo para sempre” como síntese do calvinismo. Qual o motivo? Gostaria que vc falasse sobre isso.

    2. Você escreveu: “Antes de perguntar o que eu digo das referidas passagens, deveria explicar aquelas outras, do contrário vc assume contradição nas Sagradas Escrituras. Diga-me o que quer dizer as passagens que eu citei e eu direi (uma a uma) a minha interpretação de todas as que mandou, segundo o ponto de vista de Cristo, de Paulo, de Agotinho, de Zuinglio,de lutero de Calvino, de Spurgeon, Pink, Cheung e Sproul e de tantos outros que há anos venho lendo.”

    De plano assento que não assumi nenhuma contradição nas Sagradas Escrituras. Aliás, é bom que se diga, que como estamos num diálogo com posições distintas, pelo bem da lógica, dizer que eu “assumi” algo, é aceitar que o polo inverso, ou seja, você, propôs tal assunção. Em outros termos: dizer que eu assumi a contradição das Escrituras equivale a dizer que você, polo contrário, também aceitou tal assertiva. O que, espero, não seja verdade. Então, rejeitado está a idéia de aceitação da contradição.

    A indicação de outros versículos, na verdade, foi uma simples demonstração de que não podemos pegar algumas passagens isoladas, que coadunam com determinada visão (calvinista), para tentar fundamentar aquilo em que se acredita. Exatamente o que você fez. A questão é: por que não citam aqueles outros versos?

    Pra ser mais exato, Santiago. Na história, homens de imenso saber se digladiaram em torno desse embate: calvinismo x arminianismo. Exporam motivos, apresentaram argumentos e interpretaram versículo por versículo, cada qual ao seu modo. E apesar de tudo isso, nenhum conseguiu convencer aos outros.

    Então, antes de analisar versículo a versículo, como vc propõe, seria o caso de perguntar se temos algo a acrescentes a esse debate que perdura por séculos. Se a resposta for positiva, terei o maior prazer em prosseguir. Do contrário, será infrutifera.

    Bom, mas como vc disse que conhece os pontos de vista de “Cristo, de Paulo, de Agotinho, de Zuinglio,de lutero de Calvino, de Spurgeon, Pink, Cheung e Sproul” fiquei constrangido agora. Seria o caso de reduzir-me à minha insignificância e aguardar a transpiração do v. saber a fim de aprender algo.

    Eis aqui, então, somos todos ouvidos a aprender mais de “Cristo, de Paulo, de Agotinho, de Zuinglio, de Lutero de Calvino, de Spurgeon, Pink, Cheung e Sproul”….etc

    Grande abraço e no Amor de Cristo.

    Valmir

  41. kara to achando muito fera esse debate pq so tem feras discutindo aqui sobre este topico mais eu acredito que o suicida nao tem perdao nao e tbem existem perguntas que nao tem respostas saber que nao saberemos nunca tudo sobre Deus vendo vcs falarem aqui so aumenta minha vontade de faser um curso teologico no seminario presbiteriano de minha cidade que so tem pastorzao aqui grande abraco para o pastor valmir c e fera de mais

  42. A Paz do Senhor.

    Achei muito interessante este artigo, de maneira a comentá-lo.
    Realmente acredito que essa pessoa estava mesmo desesperada, mas penso que tirar a sua propria vida não é soluçao, essa pessoa deveria ter-se debruçado sobre o assunto (que a levou a cometer tal suicidio) e ter posto em oração,e ter esperado uma resposta do Senhor.
    Além disso se esse “crente” era conhecedor da Biblia deveria saber muito bem que esse acto é pecado, pois que tira e dá a vida é só Deus, e so a Ele cabe tomar essa decisão.
    Quanto á pergunta de “ser perdoado ou não” acredito que não, pois essa pessoa tomou esse acto pela sua propria vontade e além disso sabendo que é pecado cometer tal acto

  43. É isso aí Santiago, solta o verbo que a gente quer ouvir: quero saber todos os os pontos de vista de
    “Cristo, de Paulo, de Agotinho, de Zuinglio, de Lutero, de Calvino, de Spurgeon, Pink, Cheung e Sproul”

    Sou todo ouvidos!

    Abraço!

  44. prezado Valmir,

    Quando você diz:
    ‘De fato. Mas que o tal crente suicida não é salvo, isso realmente não é!’

    Somente Deus é quem sabe !!
    Nós não sabemos !!

    quando diz:
    “Suicídio, não tenho dúvidas, é pecado. E se assim é, não existe possibilidade de perdão, mesmo porque diz-nos a Bíblia que aos homens está ordenado morrerem um vez, vindo, depois disso, o juízo (Hb. 9.27). Portanto, não há meio termo.”

    Não concordo dizer que não existe possibilidade de perdão.
    Como você pode dizer isso , se você não é Deus??

    Porque o juízo será sem misericórdia sobre aquele que não fez misericórdia; e a misericórdia triunfa do juízo. Tiago 2.13

  45. como eh triste ver tanta gente julgando

    so DEUS conhece os corações, o homem julga pela aparencia mas DEUS julga pelo coração

    acredito que um suicida pode ter a salvação sim, pois enquanto ha vida a esperança de arrependimento

    ninguem se mata porque quer morrer de verdade, ha varios fatores psicologicos que explicam isso,

    o suicida coloca a corda no pescoço e da inicio ao suicidio, se ele se arrepende de verdade e de coração nos ultimos segundos, pode ter certeza o sangue de jesus nos purifica de todo o pecado

    Deus é o DEUS dos doentes

  46. tbem concordo suicida nao tem parte do Reino De JESUS,ao que vencer dar ti ei a Coroa Da VIDA,diz ao que vencer,nao ao que é vencido pelo mal!!!!!!!!

  47. Olá!

    FINEIAS: então ainda bem que não é você que julga quem tem “parte do reino de jesus”, mas sim o Deus da MISERICÓRDIA INFINITA.

    Só uma observação: por que alguns aqui tentam sempre se destacar, se separar, se segregar? mesmo sendo às vezes da mesma religião, vocês demonstram incompatibilidades radicais. Parem pra pensar que somos TODOS o MESMO COMBOIO de pecadores, e foi por TODOS que Jesus sacrificou sua vida. Então: mais tolerância, respeito e MENOS JULGAMENTO, faz favor.

    Abraço!

  48. Caro pastor. obrigado por dar esse parecer segundo a BÍBLIA SAGRADA. Sou da cidade de Barreiros, no interior de do estado de Pernambuco, e fiquei deveras feliz, quando lí este artigo. DEUS jamais deixará a terra sem profetas e sem verdadeiros cristaos, há nao ser após o arrebatamento da igreja, que é DELE. Como uma pessoa pode sair por aí dizendo que um suicida tem direito a salvacao… isso é uma aberracao segundo a Biblia sagrada. Creio nela piamente e estou do teu lado. Respeito todos, mas, nao concordo com tudo que fazem e dizem. DEUS, DEUS te abencoe grandem,ente. Continue abrindo os olhos de muitos, principalmente daqueles que se dizem cristaos e não o sao, mentem….

  49. É impressionante como alguns irmãos sabem de antemão sobre o destino eterno das pessoas…
    Bem sobre o suicídio eu ,como médico,já acompanhei vários caso,inclusive um na minha família.A origem é multicausal tendo com principal causa a depressão.
    Então uma pessoa com uma mente adoecida pela depressão,tumores,distúrbio hormonais pode apresentar tendências suicídas(será que para este o destino eterno é o inferno?)
    Ainda,há várias maneiras de se tentar suicídio,algumas com perca rápida de consciência(fratura da coluna cervical) ou com demora para perca da consciência(enforcamento com asfixia mecânica,ingestão de organofosforados…).
    Diante disso como saber se houve arrependimento ou não?Tomaremos o lugar de Deus para julgar?
    Será que verdadeiros cristãos não podem ser acometidos das doenças acima citadas?
    Termino citando Caio Fábio:
    “Ante um suicida inerte dentro de um caixão, tem-se que apenas calar.Sim! Porque qualquer fala, juízo ou interpretação acerca do tema pode nos fazer incorrer no risco de blasfêmia contra a vida humana”
    A paz de Jesus que nos conforta em toda dor…

  50. olha esse pastor que disse que o Cristão que se suicida vai para o Céu está redondamente enganado, e temos que ter cuidado quando falamos uma coisa dessa porque tem muita gente que só está a espera de uma oportunidade para cometer esta besteira.

  51. A Paz do Senhor meu Caro.
    Quero dizer que achei muito interessante a postagem, e muito. Temos pensamentos semelhantes de acordo com o assunto, e achei muito corajoso da parte do irmão escrever esta postagem. Eu acho uma tremenda falta de temor e tamanha incredulidade para uma pessoa utilizar o Livro sagrada, a Bíblia que é o nosso manual de “vida”, para defender uma tese, que é totalmente contrária a vida, o “suicídio”, esquecendo da passagem que ta escrito no livro de João capitulo 10 : 10, “ O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância”. Uma pessoa ao cometer tal ato, estaria com certeza sendo impulsionado pelo “Ladrão”(o diabo), pois a promessa do Senhor Deus é que tenhamos vida e vida com abundância.
    Uma coisa que eu quero colocar em debate também meu irmão, é uma coisa que eu ouvi em um estudo bíblico, o ensinador que estava ministrando dizia, “Um Cristão ao fazer isso perde a salvação mesmo que ele se arrependa minutos antes de morrer(Como sugeriu o Nonato) , pois o suicídio dele passa a ser um pecado consciente, agora com ímpio ele citou um exemplo: Imaginem um ímpio que ao pular de edifício de 15 andares, se arrepende no meio do trajeto, e pede misericórdia a Deus pela sua alma, esse talvez tenha salvação”. Gostaria de saber qual é a concepção do irmão a respeito do fato.

    A Paz do Senhor… Deus abençoe!

  52. A PAZ,a todos…pergunto…o senhor diz,ninguém morrerá sem conhecer a minha palavra…a palavra é clara a salvação é individual,e o SENHOR nos dá livre arbitrio…
    Milhares de pessoas entre elas jovens,se suicidam,por competição outros por acharem que DEUS está vós esperando…Agora o cristão verdadeiro que conhece a palavra,,,como tira sua própria vida,sabendo que somente DEUS é dono dela…a maior doença é da alma,se você tem JESUS,como cometeria isso,a depressão é a doença do seculo é a doença de satanás,então o que leva a pessoa se suicidar é satanás…DEUS nos dá vida em abundância,e não doenças que nós levam principalmente ao suicidio.
    Se fosse assim a mãe que perdeu seus 4 filhos no deslisamento,teria se suicidado.Nós temos a vida eterna sim com JESUS,mas vamos nós preparar cada dia mais até a hora que DEUS nós chamar por sua própria vontade,e não por nossa.

  53. Olá!

    Frank: como assim “esperando oportunidade” para se suicidar?! Ninguém se suicida por “OPORTUNIDADE”: sua opinião realmente precisa ser mais burilada ou você corre o sério risco de falar bobagem…

    Abraço a todos!

  54. Creio em Cristo, mas não tenho mais forças pra lutar contra a depressão, já tentei tirar minha vida uma vez e tentarei novamente, sou baterista e vivi minha vida inteira na igreja e pergunto: Que Deus é esse que simplesmente me jogaria no inferno se acaso eu cometa suicidio? eu amo o meu Deus, eu o sirvo e sempre me dediquei a ele e creio em sua palavra, entretanto sofro de depressão e não sou feliz, não quero mais viver, sendo assim serei lançado nas chamas? Vcs não sabem de nada…

  55. Caríssimo Digo:

    1º Se você crê em Cristo, creia na vida eterna, que Ele dá;
    2º Se você ama a Deus, obedeça seus mandamentos (que são vida);
    3º Se você serve a Deus, deve serví-lo “em vida” (só temos esta vida para serví-lo com fé);
    4º Se você sempre dedicou sua vida a Ele, para quê interrompê-la , agora?
    5º Se você crê em sua palavra, não se esqueça, que ela é vida para aqueles que nela crêem.
    Você viveu sua vida inteira na Igreja; e em Jesus, viveu?
    Deus “não joga” ninguém no inferno. (Ele foi feito para o diabo e seus anjos) e, também, para aqueles que não têm o Filho de Deus. Quem tem o Filho, tem a vida, quem não tem o Filho de Deus, não tem a vida! ( IJo 5,12)

  56. Pastor não corcordo com a sua opinião a respeito do suicido, pois na biblia está escrito lá em Mateus 26 :24 Em verdade o filho do homem vai;como a cerca dele está escrito mais ai daquele homem por quem o filho do homem é traido ! Bom seria para esse homem se não ouver nascido.
    Minha opinião: Que o cristão que é nascido de Deus jámais trai Jesus o tal comete tal atos de suicidio como o apostolo Judas,jamais um suicida entrará no reino de Deus ;Foi isso o que aconteceu com Judas ; foi direto para o inferno e ai de quem negar a Jesus.

  57. Ainda bem que quem tem as chaves da Morte e do Hades é Jesus e não é nenhum crente, principalmente arminiano, pois se dependesse de alguns crentes e suas teologias muitos estariam no inferno ou queimados pelo fogo do céu como quiseram fazer Tiago e João e Jesus os repreendeu dizendo “não sabeis que espírito sois, pois o Filho do Homem não veio para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las”. Enquanto Jesus está salvando suicidas pela graça e não por obras, tem crentes vivendo um evangelho medieval da época de Agostinho e Tomás de Aquino e pondo as pessoas no inferno e julgando as pessoas por Tempo e Espaço (mentes limitadas). Graças a Deus que Jesus morreu por todos os pecados, inclusive o suicídio. Eu jamais convidaria um crente desses para visitar uma família que perdeu um ente querido por suicídio, pois se a palavra de consolo e esperança é o INFERNO sem chance, esse não é O Evangelho da Graça, nem mesmo a Igreja Católica pensa mais assim, pois eles já revisaram essa tese maldita e já até fazem missa de 7º dia para um suicida, porque antes não faziam, mesmo eu não concordando com muitas doutrinas Católicas, mas tem crente que é mais católico medieval do que os próprios católicos.

  58. paz seja convosco! se um cristão que conhece a palavra e se suícida e é salvo; Ap 21:8 é uma farsa e Bíblia Sagrada A MAIOR MENTIRA EXISTENTE

  59. concordo plenamente com o assunto acima mencionado o qual se contradiz com a afirmação do pastor, mencionado, mas quero deixar um exemplo de suícidios dos últimos dias.
    por exemplo tirar a sua vida seria qual vida? a vida do corpo ? Israel foi suicida por não acreditar que Jesus era a vida deles e o filho de Deus.
    eles disseram a Pilatos, crucifica a JESUS e solta a Barrabás, isso é um verdadeiro suícidio.
    mas tirar a vida do corpo isso é um pecado do homem, pois o homem tem o poder de matar o corpo mas não tem poder de matar alma, só a Deus pertence esse poder no seu julgamento final.
    confesso a todos voçes que eu acredito na misericordia de Deus antes da vinda de seu filho ao mundo.
    só não há perdão para quem blasfemar contra o espirito santo, ou seja, não acreditar que Jesus Cristo é o filho de Deus.
    foi para isto que Jesus se manifestou a nós para conservar a nossa vida com ele.
    ele sabia que satanás iria tentar os cristãos a ponto deles tirarem as suas próprias vidas.
    matar a sua própria vida é um suícidio que sofrerá um dano, agora o maior suícidio é não crer que Jesus é a nossa vida escondida com ele. essa vida satanás nunca destruirá. satanás mandou matar muitos profetas e discipulos, e hoje não é diferente ele tem o poder de mandar matar muitos discipulos do senhor, mas independente de que modo o cristao morreu o importante é que a nossa vida real esta guardada com cristo.
    de um modo ou de outro modo. todos teremos que morrer ou seja, por suicidio, ou pelas mãos de alguém, mas o que importa é que os que acreditam em Jesus, serão justificados diante de Deus.

  60. satanás veio para matar, e Jesus veio para dar a vida que satanás matou.
    quando um homem morre não sendo cristão ele morreu por duas vez.
    mas o cristão não, ele morre uma só vez. porque ele foi ressucitado no batismo

  61. Eu concordo apenas com o Pastor Renato Vargens um homem muito iluminado que conhece com certeza o sofrimento(doença mental- ela não é tão facil de ser entendida como a física…). O pastor está de parabéns por confortar amigos e familiares de cristãos que acreditavam em deus e atentaram contra a própria vida. Triste é saber que muitos pastores vão às cadeias pregar a salvação para pessoas muito perversas.
    Obrigado pelo desabafo.

  62. Eu concordo com o Pastor Renato Vargens um homem muito iluminado que conhece com certeza o sofrimento(doença mental- ela não é tão facil de ser entendida como a física…). O pastor está de parabéns por confortar amigos e familiares de cristãos que acreditavam em deus e atentaram contra a própria vida. Triste é saber que muitas pessoas e pastores vão às cadeias pregar a salvação para pessoas muito perversas Que inclusive já tiraram a vida de muitos inocentes e ao mesmo tempo como podem concordar que um cristão suicida não teria salvação?
    Obrigado pelo desabafo e pela possibilidade de participar deste tema polêmico.

  63. É muita ignorância! Qualquer ser humano tem direito ao arrependimento, mesmo que seja em frações de segundos. Não há nenhum relato na bíblia que Deus não perdoa um suicida. Vamos lá! Meu avô fumou 35 anos (suicídio lento), se arrependeu dois meses antes de morrer por conta do cigarro e creio que ele tenha sido salvo. Pq uma pessoa que se arrepende minutos antes da morte não poderia?? Pq Deus salvou o ladrão na cruz?? Acho qure muitas pessoas por aqui têm a síndrome de Lúcifer, querem sabet mais do que Deus, querem ditar regras e dogmas. O protestantismo é a religião mais preconceituosa que existe e isto é incontestável.

  64. Aprendi na Escola Bíblica Dominical que o principio para o suicídio originou na passagem quando houve grande tempestade na embarcação na qual Jonas utilizou para descumprir o mandato de Deus para que pregasse em Nínive afim de gerar em seus habitantes o arrependimento e voltarem para Deus. Pois bem, conforme Jn 1.12 Jonas declarou aos tripulantes da embarcação se, ele o jogassem ao mar, o mesmo se acalmaria, pois era consciente de tal situação era advinda de sua desobediência. Sendo assim, porque ele próprio não se lançou ao mar? Por certo morreria e isso, não seria um suicídio. Mas, ele transferiu aos demais o seu viver ou morrer. Em minha percepção não importa em quais circunstancias o individuo cometa tal ato. Acima foram expostas várias razões com respaldo bíblico de que o suicida é tão pecado quanto outro qualquer que, se não houver arrependimento o tal não chegará a Canaã Celestial.

  65. Jesus é misericordioso e nao julga como nós. se fosse assim sansao não seria um heroi da fé pois cometeu suicídio. seremos julgados por nossas obras e nao por um fato isolado. se seus neurônios não lhes enviao as informações corretas como deus poderia lhe condenar se na biblia fala que não serás cobrado pelo que nao se sabe

  66. Caro colega.
    Cheguei a ler o texto publicado pelo pastor Renato, pouco antes de entrar no seu texto, o que me fez estudar um pouco mais sobre o assunto.
    E compartilho da mesma opinião que a sua.
    Vou fazer um RESUMO de uma história pra vocês:
    Há mais ou menos oito anos atrás, uma menina começou a desenvolver um quadro depressivo, se isolar do mundo, achar que todos os problemas em sua vida não teriam mais solução, e que ela não aceitava ter passado muitas coisas por causa de escolhas que ela não tinha feito, esses sintomas começaram leve e foram se agravando, e com o tempo essa menina começou a ver vultos, espíritos, ela ouvia vozes, queria dormir (Sem sucesso) como se aquilo fosse a solução para os seus problemas, chegou a ser machucar diversas vezes caindo dentro de casa, emagreceu ao extremo, e quando iniciou tratamento médico (que normalmente é o mais aconselhável) ela tomava 75 miligramas de remédio controlado por dia, o que não vazia com que ela dormisse, nem se acalmasse, apenas perturbava mais a mente dela, por muitos momentos ela queria fugir dela mesma, cansou de sair de casa altas horas da madrugada, tentando fugir da voz que a perturbava, dizendo:
    “ninguém te ama, quando você se for, ninguém vai sentir sua falta, olha pra sua vida, acaba logo com os seus problemas de uma vez”…
    Foi internada duas vezes (tentativa de suicídio), e chegou a ficar em coma uma vez, por ter ingerido mais de 1000 miligramas de remédio de uma só vez, o médico chegou à perguntar para mãe dessa menina se ela acreditava em Deus, pois ele sendo um psiquiatra, havia perdido pacientes por suicídio com uma dosagem BEM MENOR do que ela havia ingerido, e conclui dizendo:
    “mãe, sua filha estra viva é um milagre de Deus”..
    Agora eu te faço uma pergunta..
    Sabe porque essa menina não morreu?
    Porque ela tinha o temor de Deus, no fundo do seu coração Deus sabia que ela não queria morrer, e que seu intuito de tomar altas doses de remédios foi somente de dormir por alguns dias e quando acordar aquilo tudo ter se passado (sem sucesso novamente).. Como eu sei de tudo isso, bem ..Essa menina SOU EU!!!!
    Para quem me conhece, mas não convive ou não conviveu comigo deve estar se perguntando, como isso? Como você vive hoje? Ainda toma remédios? Nem parece que você passou por tudo isso?
    Lembra no inicio do texto que eu disse que iria fazer apenas um resumo, então, acreditem, é bem pior do que está relatado ai.
    Não precisei fazer longos tratamentos, cheguei a ir em umas três consultas apenas, porém quando decidi para de tomar os remédios de uma hora pra outra, sabia que ficaria bem, pois era apenas essa atitude que Deus esperava de mim, e quando a fiz, não ouvia mais vozes, não via mais vultos, e comecei a reagir para a vida, e viver como uma pessoa “normal”.. Minha família ter estado do meu lado o tempo todo foi primordial, e os meus amigos, aqueles que costumamos de dizer que são de verdade, sim eles estavam lá, mesmo sem entender o que estava acontecendo.
    Por isso eu digo que SIM! Depressão é algo espiritual!
    Não estou aqui querendo dizer que, aqueles que tem depressão que parem o tratamento médico, somente que, É BEM MAIS FÁCIL ACHARMOS A CURA PARA UMA DOENÇA QUANDO SABEMOS A CAUSA.
    Pois após ter passado por tudo isso, de lá pra cá, eu já passei por coisas e perdas bem piores na vida e que não me fizeram desenvolver depressão novamente, pois segundo os médicos, depressão não tem cura, uma vez desenvolvida, você corre o risco de ter inúmeras recaídas.
    Sabe como eu enxergo a vida hoje? Como um presente, que nem todos podem desfrutar infelizmente, hoje eu dou a importância que os problemas merecem.. sabe qual? Nenhuma!!! Não que eu não os resolva, mas hoje sei que se eles chegaram até a mim,são porque posso resolver, se não, deixo apenas que passe, talvez isso responda o fato de eu enfrentar todos SORRINDO.
    Quando decidi colocar Deus acima de qualquer coisa na minha vida, ela passou a fazer sentindo, sendo assim, aquilo que não vem d’Ele não me atinge mais.

  67. Vejo que ha muito , não visitam esse assunto. Bem , sei que minha opinião pouco importará aos estudiosos, aos “cristãos” oficiais. Mas onde estão vocês, quando almas estão dilaceradas em vida? Onde estão vocês com as palavras de falso moralismo, quando, mesmo amando a Deus, sendo fiel e cumpridora da palavra, a dor em meu peito é maior que meu caminhar? Onde estão vcs “líderes ” espirituais, quando pedimos por uma conversa e essa é adiada por motivos pessoais. Penso que na bíblia fala, se queres me servir, deixa tudo e me siga. Esse seguir, inclui servir ao outro, ao próximo. Os que condenam os que sofrem e tomam essa decisão, são como os fariseus, tentando culpar Jesus por curar aos sábados. Hipócritas. Se escondem atrás de versículos julgadores. O diabo tbm conhece a bíblia blasfemadores.
    Tentem entrar na alma de um irmão que por qualquer motivo, prefere o sono que fik acordado como um zumbi que se sente sem nada à oferecer, .
    Leiam mais sobre a alma que dói. O pedido de socorro que não é ouvido. Estão muito presos a passagens bíblicas que condenam. Jesus é amor, veio pra salvar, não condenou a mulher adultera, não condenou a samaritana. Teve benevolência com o atrevimento de Marta que desesperada o acusou de se atrasar.
    Oh pobres pecadores que são, carne como eu. Ai de vós que nada sabe da alma que arde em chamas, como num inferno , mas em vida!!!!

  68. Estou pensando nisso agora. Apenas estou procurando uma forma menos dolorosa de morrer. Já cansei de ser ignorado e rejeitado por todos. Será que conseguirei entrar no céu após meu ato de suicídio, mesmo crendo que Cristo levou meus pecados?

  69. Muito oportuno essa discursarão o que nos faz crescer no conhecimento dos ensinamentos bíblicos, mas deixarei aqui uma polemica, independente de ser crente ou não nem todo suicida morre no exato momento do ato, portanto me digam se durante o tempo da pratica e do óbito se ele se arrepender e suplicar a Deus por perdão e salvação, será salvo?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s