Pais e educação sexual


Artigo publicado nesta semana no site da Time revela que estudo feito pela revista Pediatrics descobriu que mais de 40% dos adolescentes tinham tido relações sexuais antes de falar com seus pais sobre sexo seguro, controle de natalidade ou doenças sexualmente transmissíveis.

Essa tendência é preocupante, disseram os especialistas, uma vez que adolescentes que falam com seus pais sobre sexo são mais propensos a atrasar a sua primeira experiência sexual e para a prática de sexo seguro quando elas se tornem sexualmente ativas.

 
 Os pais cristãos, sobretudo, precisam ter a coragem de mostrar os efeitos prejudiciais do sexo antes do casamento e não deixarem que a mídia, os amigos ou o curriculum estatal faça isso por eles. Até porque o cenário é preocupante. Nos últimos dias recebi duas reclamações de pessoas que participaram de eventos distintos acerca de educação sexual e saúde. Revelaram essas pessoas que o tom utilizado pelos ditos especialistas era a quase liberação total. Na platéia, é claro, estavam líderes, professores, pessoas de influência que multiplicariam tais conceitos aos seus alunos.
 
Anúncios

6 comentários sobre “Pais e educação sexual

  1. Olá a todos!

    O texto diz a certa altura:

    “Os pais cristãos, sobretudo, precisam ter a coragem de mostrar os efeitos prejudiciais do sexo antes do casamento”

    Mas não diz quais são esses tais “efeitos prejudiciais”. Eu gostaria de saber exatamente quais são, já que eu pratiquei MUITO SEXO antes do casamento e agora fiquei bastante preocupado com o que me pode acontecer… AI QUE MEDA!

    Brincadeiras à parte, o que eu gostaria de deixar claro é que precisamos urgentemente de EDUCAÇÃO SEXUAL, porque realmente as media, principalmente a TV, está vulgarizando o sexo dissimulando uma educação, só pra aumentar o IBOPE. Poucos programas discutem sexo com a naturalidade e leveza de quem quer ensinar.

    E a maioria dos pais, principalmente os mais cristãos, só querem saber de PROIBIR o sexo, sem explicar, sem ensinar, só com MORALISMO. Isso não só leva crianças e adolescentes a procurarem informações em filmes, novelas, BBB, ou até no programa abilolado da Fernanda Lima(!!!)

    SEXO é BOM e NATURAL, só precisa ser educado, orientado, pra evitar problemas sexualmente transmissíveis, trumas afetivos, gravidez indesejada, ou o DISCURSINHO MORALISTA que eu citei acima.

    Abraço e bom sexo a todos!

  2. Falar sobre sexo é uma tabu até nos dias hoje, principalmente quando o assunto é abordado em nossas igrejas, tudo se torna demôniaco.
    Penso que a melhor opção continua sendo as oportunidades que os pais tem de falar sobre o assunto com os filhos em casa, sem ridicularizar ou enfatizar a sexologia propagada pela mídia, mas orientar através da biblia, que o sexo dentro do casamento é uma benção de Deus.

  3. Olá! Pois é Christiano, se o sexo for tratado como TABU, nunca poderá ser esclarecido.

    E é de ESCLARECIMENTO que a gente precisa, o máximo possível!

    Ou vamos continuar assistindo ao aumento da propagação da AIDS, e de outras doenças sexualmente transmissíveis, do aumento da taxa de natalidade entre mães adolescentes, aumento do número de abortos (espontâneos e provocados), aumento de traumas afetivos ligados à sexualidade…

    isso sem falar no aumento da NEUROSE!

    Abraço!

  4. Olá Editor, eu também questiono, concordando com o comentário do Cristiano Bertolim:

    “principalmente quando o assunto é abordado em nossas igrejas, tudo se torna demôniaco”

    Por que é que isso acontece? (Veja que não sou eu quem está dizendo, mas ele mesmo lamentando sobre a realidade que ele percebe nas igrejas que frequenta) Por que as igrejas evangélicas não páram de tratar o SEXO como assunto TABU?

    É preciso EDUCAR a SEXUALIDADE das crianças e dos adolescentes! E isso só se faz quando se destróem os TABUS.

    Espero que isso possa mudar, e confio nos questionamentos como o do Christiano para fazer a comunidade evangélica refletir melhor sobre que projeto de educação e de formação vocês pretendem transmitir.

    Abraço!

  5. Olá DUDA, o tabu existe porque nossos pais não foram instruidos por nossos avós sobre a importância da educação sexial, se observarmos a sociedade em que vivemos não é difícil concluir que ela está impregnada por sexo, perversões, valores distorcidos e papéis trocados. Por isso torna-se essencial que nossa geração possa oferecer aos nossos filhos uma boa, clara e sincera educação sexual.
    Finalizando, gostaria de dizer aos pais de hoje, ou aos de amanhã:
    Procurem falar com seus filhos a respeito da sexualidade de modo alegre, descontraído, positivo, espontâneo, natural, saudável, respeitoso e que isso resulte em uma nova geração com bases bíblicas e saudáveis sobre o sexo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s