Responda e concorra ao livro "E Agora, Como Viveremos?"


E AGORA, COMO VIVEREMOS?

No mês em que o blog completa 3 anos de existência resolvemos lançar um concurso entre os seus leitores. Para concorrer basta responder a pergunta-título do blog: E Agora, Como Viveremos?

Essa indagação foi feita inicialmente por Francis Schaeffer, seguido depois por Nancy Pearcey e Charles Colson. Esse últimos, ao vislumbrarem os avanços do naturalismo, as garras do pós-modernismo e as teias do pluralismo invadirem a sociedade fazem essa pergunta como um grito de alerta: E agora, como vamos viver nessa sociedade? E agora, como vamos mudar essa realidade? E agora, como vamos redimir essa cultura? E agora, como implantar um padrão essencialmente cristão no mundo?

A resposta não pode ter mais de 25 linhas no espaço de comentários.

O concurso irá até o dia 31/07/09.

A melhor resposta será eleita a vencedora, e anunciada até o dia 05/08/09.

O vencedor ganhará o livro “E agora, Como Viveremos?”, editado pela CPAD.

Vamos lá.

(Post estático)

Anúncios

56 comentários em “Responda e concorra ao livro "E Agora, Como Viveremos?"

  1. Viveremos momentos de glória, conversaremos e lembraremos uns aos outros. Eu quero conversar com Abraão, com Isaque e Jacó, os nossos patriarcas terrenos.
    Viveremso ao lado de Jesus incansavelmente, iremos desfrutar da sua glória, andar com ele lado a lado, conversar, sorrir.
    Iremos todos participar da grande ceia celestial, o Senhor irá nos servir pessoalmente. Viviremos momentos eternos que nunca cessarão, viveremos livres do nosso corpo mortal, a carne que sempre nos perseguiu jamais existirá, o diabo e a morte não irão nunca mais nos atormentar.
    Valeu a pena ser fiel aé o fim, e agora viveremos para sempre felizes…………………..

  2. Deixaremos de viver como evangélicos e começaremos a viver como cristãos (servos indentificados pela semelhança a Jesus Cristo / Atos 11:26).
    Há a urgência da Igreja se destacar como luz do mundo (Mateus 5:16), que através do seu testemunho e pregação, toca os corações daqueles que vivem separados de Deus. Essa impacto da Igreja contra o sistema mundano preciso gerar arrependimento e fé naqueles que recebem a Palavra da Vida!
    Por fim, devemos parar de examinar nossa vida cristã em comparação com a de outros cristãos de nossa sociedade (que muitas vezes podem estar equivocados em seu modo de viver), e comparar nossas vidas conforme o ensino bíblico, sem que haja restrições.

  3. Não sou letrada nem tenho mestrado ou doutorado, mas serei simples e comedida, na minha resposta, não sei se dará a quantidade de linhas para participar, mas farei apenas aquilo que o Espirito Santo de Deus me impulsiona a fazer, a resposta
    Viveremos como ensina Jesus, se alguém quizer vir após mim, primeiro renuncie a si mesmo, segundo tome a sua cruz e terceiro siga-me, desta forma poderemos viver, como dizia Paulo, com abundância ou necessidade, com alegria ou tristeza, com um teto ou somente pedradas sobre sua cabeça, mas seguindo e aguardando a volta de Jesus pois nossa casa lá Ele esta construindo, e posso crer que lá não havera mais tristeza, então meu irmão ou irmã que é o responsável por este Blog, viveremos um dia após outro, sem pensar nas mazelas mas deixando que o dia se baste a cada seu mal
    Paz do Senhor Jesus e obrigada pela oportunidade
    beijos
    Aninha

  4. Viveremos bem se dermos ouvidos aos conselhos de Deus, sendo obedientes a Sua Palavra. Comprove lendo o salmos 1; Josué 1;

  5. Nada está determinado
    nenhum prato pronto, entregado
    A promessa se cumprirá
    Quando?
    Sabe lá…
    Logos, Palavra e Verbo
    Informação e Inteligência
    do Deus todo eterno
    Não sabia hora e dia
    Pois é do Pai a ciência
    Silencia
    Se o fim aparece
    nuvem negra escurece
    O sol volta a brilhar
    É bastante o remanescente orar
    Elias mudou o aquecimento
    Choveu no deserto sem vento
    E igual fez Ezequias
    Mudou todo o momento
    E agora, como viveremos?
    Eu sei!
    Oremos

  6. Irmão Valmir!

    Obrigaod pelo link de Genizah. Estou retribuindo com muito prazer.

    Abraços.

    Danilo

    PS: Sobre esta matéria da CH estou começando a formar a mesma opinião.

  7. Paz do Senhor caro irmão Valmir,

    Viveremos preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em nós,tendo uma boa consciência, para que, naquilo em que falam mal de nós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do nosso bom porte em Cristo. Porque melhor é que padeçamos fazendo bem (se a vontade de Deus assim o quer), do que fazendo mal.

    Tomando as armas que provém do Senhor para nossa luta que não é contra carne ou sange, “destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo;”

    Abraço.

  8. “E Agora, Como Viveremos?”

    Diante do desafio de um mundo em crise e calamidade moral, a única resposta para esse grito de socorro: “_E agora, como viveremos?”, é implantando o padrão cristão que a Bíblia se nos apresenta e que o evangelho nos reflete e nos propõe. É uma resposta cristã, para os dias de hoje. Por enquanto, os nossos questionamentos não são os problemas, pois Jesus nos preveniu: “No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo”, mas a questão é: onde nos refugiamos quando eles aparecem? O que precisamos fazer é encará-los como tal. Os dias em que vivemos são maus… Esta situação desastrosa não justifica uma aparente derrota! Afinal o Senhor chamou homens fortes para compor um exército de vencedores que andam sobre as dificuldades, no entanto, não se deixam tomar por elas. Devemos sim, viver em plena sintonia com o plano de Deus, rebatendo falsos conceitos que se aprendem nas escolas; levando a fé para o local de nosso trabalho; ter uma consciência crítica de tudo aquilo que se ouve na mídia; desmascarando os valores e teorias falsas da cultura popular; discutir os princípios cristãos nas diversas áreas da nossa vida. À luz da Bíblia, vendo, julgando e agiando, certamente podemos mudar o mundo, para vivermos melhor!

  9. Utilmente a cada dia; viver significa existe, existe significa ser útil as pessoas que nos cercam , amando e sendo amado, saber dizer não quando foi preciso mesmo que nos custe uma amizade. Viver bem é um estado de espírito algum que só tem quem conhece quem já experimentou. Viva intensamente todos os dias.

  10. “Viveremos lutando dia após dia com todas as nossas forças, todo nosso entendimento, toda nossa alma, a despeito as invertidas do Inimigo. Só assim veremos a Glória do Grande Eu Sou”

  11. Viveremos voltados para Deus, buscando constantemente o contato com Deus.
    Viveremos rejeitando às inovações mundanas, viveremos então buscando a renovação pela Palavra de Deus.
    Viveremos revivendo o amor de Cristo em nossos corações, viveremos reascendendo a vontade de servir e amar os nossos irmãos por amor.
    Viveremos nos limpando da sujeira deste mundo no precioso Sangue de Jesus.
    Viveremos não aceitando o evangelho das facilidades, do triunfalismo ou da prosperidade, se é que podemos chamar isto de evangelho.
    Viveremos sim, crendo no Evangelho de Jesus, o Cristo.
    Viveremos como Abraão, que não duvidou e sempre disse: Eis me aqui, Senhor!
    Viveremos como Davi, que reconheceu as suas fraquezas e com coração quebrantado foi sincero!
    Viveremos como Paulo, buscando aquilo que é incorruptível!
    Viveremos dia após dia, confiando em Cristo, entregando tudo nas mãos Dele.
    Viveremos dia após dia, fazendo a nossa parte, sob a orientação do nosso Bom Pastor.
    Viveremos dia após dia, confiando na vinda do Senhor Jesus, esperando-O a todo o momento.

    Maranata!

    Em Cristo.

  12. Precisamos estar preparados para responder com mansidão a todo aquele que nos perguntar a razão da nossa esperança.
    Precisamos estar como aqueles virgens, da parábola de Cristo, separadas, prevenidas, preparadas e motivadas a espera do Senhor.
    Precisamos viver sobretudo em santidade com Cristo e prontos para morrer por Ele.
    Pois o viver é Cristo e o morrer é lucro!

  13. Uma pergunta bastante intrigrante e interessante. Leva-nos a refletir a sociedade e o cristianismo o qual vivemos. Atualmente, como dizem alguns estudiosos, vivenciamos a Pós-mordernidade e que esta influênciando o meio evangélico. Dito isto, recordo-me de uma passagem bíblica que responderia a referida questão: “E agora? Como viveremos”? O Apóstolo Paulo escrevendo a Tito no capítulo 2 e versículos 11 a 14: “Porquato a graça de Deus se manifestou a todos os homens, educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente, aguardando a bentida esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e salvador Cristo Jesus, o qual a si mesmo se deu por nós, a fim de remir-nos de toda iniquidade e puficar, para si mesmo , um povo exclusivamente seu, zeloso de boas obras”.

  14. Viveremos,como o apostolo João nos ensinou,que devemos viver na luz para termos comunhão com o pai,não podemos nos conformar com este mundo,não podemos nos corromper com as coisas deste século,há um jeito de mudar sim esta sociedade,assim com Jonas com a graça de Deus conseguiu mudar a maneira de viver dos moradores de Ninive,se vivermos como nos passos de Jesus teremos Ele refletindo em nossas vidas e as pessoas veram a diferença,temos que ter mais santidade e obediência para termos mais comunhão,tendo comunhão com Ele mudaremos uma nação

  15. Viveremos, agora, como têm vivido os cristãos nos períodos em que a Igreja foi atacada nas suas bases. Viveremos para defender a fé cristã, para mostrar aos que não comungam de nossa cosmovisão, porque o Cristianismo não é meramente qualquer sistema religioso ou ideológico.

    Viveremos, como Igreja, para explanarmos àqueles que não conhecem verdadeiramente o Cristianismo bíblico, que, em quaisquer sistemas religiosos, os homens precisam fazer algo para alcançarem o que entendem por divino e salvífico. No Cristianismo, por sua vez, Deus fez o que precisava ser feito para que o homem fosse ligado a Si.

    Viveremos para explicar os detalhes de tão poderosa mensagem, descortinando os olhos do entendimento de todos quantos vierem a conhecer, pelo Espírito, a veracidade de tão poderosa mensagem, após séculos de torpezas e derramamentos de sangue sem precedentes. Por fim, viveremos com o nosso Deus.

  16. com tantos desafios neste século, uma coisa é certa: NÃO VIVEREMOS ENTEDIADOS!
    ABrAçoS!

  17. Deveríamos viver mais quietos, mais reflexivos, mais vigilantes, mais sóbrios, mais honestos, menos ganânciosos, mais puros, mais sensíveis à necessidades das pessoas, mais simples, mais contentes com o que temos, mais gratos,menos fingidos.Viveríamos melhor sem as malfadadas campanhas de vitória financeira, sem culto para os empresários e homens de negócios, sem os cantores gospel cobrando um cache de mega-estrelas, para entreter o povo.
    Já pensou se nossos cultos evidenciasse nossa adoração ? sem os cardápios nas portas das igrejas : segunda da libertação, terça das causas impossíveis, etc…etc…Quando Deus passar de pretexto para ser o nosso verdadeiro Senhor, viveremos bem melhor.

  18. Pela misericordia, por isso nos ultimos dias os velhoe, os jovens terão visões e sonharam,tempo de dispertamento a igraja de CRISTO. AMEM.

  19. na verdade viveremos bem se convivermos bem com a morte pois a morte principia a verdadeira vida e pelo nossos procedimntos de abstinencia e o que nos tras a realidade do que realmente viver com a s rupturas que se apresentam pois se valorizamos a vida e pq a morte existe .porem para se viver bem devemos estar na dimensao da espiritualidade que e o exercicio da devocao e nao ser espiritual como apenas um seguidor de regras mas ha uma necessidade para os ultimos dias de espiritualidade

  20. É claro que nossa primícia deve estar na tese de que tão somente viveremos se realmente estivermos de joelhos dobrados, mas também precisamos ter convicção porque estamos dobrando nossos joelhos, estamos fazendo isso para clamar-mos ao Senhor por esse mundo pecaminoso? Estaremos clamando ao Senhor para que ele nos mostre sempre o caminho certo a seguirmos? Claro que sim! Mas temos também que nos balizarmos nossa fé em 5 aspectos: Encarnação, morte, ressurreição, ascensão e volta de Cristo, dessa forma sim acredito que nosso clamor chegará aos céus, os ouvidos do Senhor meu Deus estará inclinados as nossas petições. E que Deus nos abençoe.

  21. A vida do cristão, no mundo pós-moderno deve se sobressair mais do que nunca, evidenciando que apesar de todas as filosofias que impregnam o “modus vivendis” o mundo a nossa volta devemos andar revestidos das armas da luz.rr
    Aspectos da pós-modernidade que ameaçam a interpretação reformada das Escrituas.
    Primeiro, o conceito de tolerância, como ao homossexualismo, são domesticados com uma leitura crítica que os reduz a expressões retrógradas típicas dos machistas do século I. Textos que anunciam a Cristo como o único caminho para Deus são interpretados de tal forma a não excluir a salvação em outras religiões pois todos os caminhos levam a Deus, Recentemente tivemos noticias do caso de pessoas envolvidas com menores e que foram absolvidas com a desculpa deslavada de que as crianças já eram prostitutas.
    O inclusivismo. Num certo sentido, é o resultado do multiculturalismo do mundo pós-moderno, globalizado. Não há exclui qualquer juízo de valor em termos morais, religiosos, e de justiça.
    A mensagem bíblica é abordada do ponto de vista do programa das minorias. Por exemplo, a chamada “teologia negra,” a teologia da libertação, teologias feministas. Outra coisa é a tendência cada vez mais forte de se publicarem traduções da Bíblia adulteradas que possam agradar a todos.
    Um terceiro aspecto da pós-modernidade que influencia a leitura da Bíblia hoje é o relativismo.
    É o carro chefe, de uma das facetas mais perigosas das corrente pós-moderna, pois coloca em xeque a inerrância, a eficácia, a completude, a inspiração divina das Escrituras. Quando o certo é igual ao errado e vice-versa, verdades bíblicas deixam de ser ortodoxas e o pecado deixa de ser pecado, suavizado pelos pseudos sábios, trazem
    O relativismo, no que tange ao campo dos valores e dos conceitos morais e religiosos, é a idéia de que todos os valores morais e as crenças religiosas são igualmente válidos e que não se pode julgar entre eles. A verdade depende das lentes que alguém usa para ler a vida. O importante é que as pessoas tenham crenças, e não provar que uma delas é certa e a outra errada. Não há meio de se arbitrar sobre a verdade porque não há parâmetros absolutos. Pregadores tentam suavizar a sua interpretação da mensagem do Evangelho, excluindo os elementos que não são “politicamente corretos” como: pecado, culpa, condenação, ira de Deus, arrependimento, mudança de vida. Acaba sendo uma tentação de escapar pela forma mais fácil do dilema entre falar todo o conselho de Deus ou ofender as pessoas.
    E agora como viveremos? 2º. Cor. nos diz: “pelas armas da justiça…”, Heb. 12:2 “olhando para Jesus…”, Éf 6:14 “tomando sobretudo o escudo da fé com o qual podereis apagar os dardos inflamados do inimigo”, ou seja para viver cercado de toda sorte correntes contrárias somo podemos viver confiando naquele que disse “Acalma-te vento e aquieta-te mar”.

  22. E agora, como viveremos? Os nascidos em Cristo Jesus aprendem que o velho homem morreu, portanto temos uma nova vida; tudo que fazíamos antes não fazemos mais, tendo em vista sermos guiados pelo Espírito. O apóstolo Paulo disse: o que eu quero, não faço, para que não venha a ser reprovado. Vivemos neste mundo, porem temos que ser separados, somos forasteiros, a nossa terra não é aqui. Deus nos escolheu para sermos povo santo, ele nos elegeu para anunciar a esse mundo que anda em trevas as boas novas de salvação.

  23. E agora como viveromos?
    Uma pergunta que leva a refletimos sobre o que esta ao nosso redor.Como viver em uma sociedade onde impera a pós modernidade.Ai é que vemos o quanto precisamos viver fundamentados pela Palavra de Deus à Bíblia(2 Tm 3.16,17)pois nela se enconta o meio de vivermos agora para desfrutar da vida eterna.Gloria Jesus!!!

  24. Agora viveremos como se estivéssemos morrendo. Viveremos entregues todos os dias ao mal. Agora viveremos prontos a deixar nossas casas, agora viveremos como se o sangue que corre em nossas veias fosse o vinho da Grande Ceia: viveremos embriagados do Espírito que nos alimenta. Agora viveremos com a esperança de vivermos não nossas vidas, mas a vida daquele que vive em nós. Viveremos inseparáveis do amor que dele vem. Agora viveremos prontos a ir até o fim, a lutar com armas invisíveis a fim de vivermos como verdadeiros adoradores. Viveremos para não negar jamais o autor da fé que nos mantém de pé. Viveremos fracos em nós, e fortes nele. Viveremos mortos para o mundo, vivos para Ele; loucos para o mundo, sábios para Ele. Viveremos para Ele. Agora viveremos sem máscaras, na riqueza ou na pobreza, em qualquer circunstância sabendo que há tantas moradas na casa do que nos espera. Agora viveremos pela fé, agora viveremos pela esperança, agora viveremos pelo amor. Como viveremos? Viveremos pela vida daquele que é a nossa vida, viveremos no caminho estreito daquele que é o nosso caminho. Viveremos na verdade da Verdade, na verdade de Cristo. Prontos a morrer, prontos a ir, prontos a servir: agora viveremos.

  25. Viveremos como sempre temos vivido. Lutando contra as astutas ciladas do diabo, como sempre temos combatido a ele e seus ardilosos planos. Revestidos de toda armadura de Deus.
    Mas, principalmente proclamando o evangelho do reino de Jesus Cristo, o seu amor para conosco e a sua infinita misericórdia.
    Mesmo sabendo que os dias são maus.

  26. Só uma saída, viver aos pés do Senhor, lendo a Palavra para nos alimentarmos, orar para nos fortalecermos e consagrar para vencermos.

  27. Este século está marcado pelo avanço tecnológico e pelas grandes descobertas da ciência. Porém não é só isso! Nosso século também está marcado pela falta de amor a Deus e ao próximo, conflitos entre países e aumento da violência. As pessoas passaram a preencher suas vidas com coisas supérfluas e se afastaram de Deus. Com isso muitas igrejas, com medo de perderem seus membros, deixaram de pregar o evangelho salvífico de Jesus e passaram a adotar novos estilos e táticas , contradizendo as escrituras. Surgiram novos modismos, novos conceitos, novos valores, novos ensinamentos e uma série de controvérsias entre cristãos. Assim muitos crentes ficaram divididos e com a seguinte indagação: E agora, o que fazer? O que fazer diante de tantas “teologias”?
    Surgirão muitos lobos disfarçados de ovelhas que buscarão enganar o povo de Deus. Por isso devemos vigiar, estar atentos e sempre examinar as escrituras para não sermos enganados. Devemos prosseguir nossa caminhada e nos posicionar como filhos e herdeiros de Deus, administrando o seu legado: “Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura…” (Marcos 16.15-18). O evangelho genuíno de Jesus Cristo deve ser anunciado por todo mundo. E esta é a nossa missão: levar a preciosa semente aos corações necessitados e ensinar que Jesus cura, salva, liberta, transforma, batiza e leva o homem para o céu.O filho mimado busca apenas as dádivas do seu pai. Porém o bom filho trabalha , coopera, e cuida dos negócios e da vontade de seu pai. Vamos zelar pela seara do Senhor e rogar para que Ele envie obreiro dispostos a trabalhar na grande seara.
    Lembre-se que o próprio Jesus deixou claro que muitas coisas contrariando a palavra de Deus ocorreriam nos últimos dias (leia Mateus 24) e Ele ainda disse que aquele que perseverar até o fim será salvo. Por mais difícil que seja pregar o evangelho nos dias hodiernos, devemos permanecer firmes e constantes, pois o nosso trabalho não é vão no Senhor ( I Coríntios 15.58).Siga em frente ,e carregue a sua cruz cada dia ! Nosso descanso será no céu e em breve estaremos lá vivendo eternamente com o Pai. Porém, enquanto aguardamos esse dia, trabalhemos incansavelmente para o crescimento do Reino de Deus.

  28. Diante desta questão tão revevante é bom lembrar o que Salomão disse: “Compra a vedade e não a vendas; compra a sabedoria, a intrução e o entendimento “. (PV. 23:23) Diante desta resposta bíblica vemos que o homem só pode viver seguindo os padrões prescritos na Palavra de Deus porque só o conhecimento de Deus mantem alguem vivo; pois nossa sociedade está morta! E agora ,Como viveremos? Simples deixando a palavra de Deus moldar nosso coração.

  29. Vencendo dia-a-dia pela fé! Olhando pra Jesus, vivendo sua Palavra, amando sinceramente aos nossos irmãos e ao próximo. Diante de tantas dificuldades que a Igreja (notem inicial maiúscula – considerando que a Igreja de Jesus é imaculada, sem mancha) é claríssimo que muito em breve nos encontraremos com aquele que nos ofereceu a preciosa salvação! Glória a Deus! Se vivermos em obediencia à Palavra de Deus, nosso manual pra vivermos nessa Terra, independente das circunstâncias, teremos a certeza de prosperidade (em todas as áreas) mesmo em meio às crises. Teremos suprimentos, mesmo em meio à sequidão, escasssez. Pois esse mesmo manual nos dá a garantia de um Deus que, se o obedecermos, estando nEle e Sua Palavra em nós, podemos pedir tudo que, na Sua preciosa vontade, Ele atenderá! E a maior segurança que temos é a da promessa de que, quando a Igreja não suportar mais essa Terra, devemos olhar para o alto pois estará perto, bem perto a nossa tão esperada REDENÇÃO!
    Deus abençoe a todos e oremos uns pelos outros!

  30. E agora, como viveremos?
    Como sempre devíamos ter vivido até agora, como olhos, ouvidos e mentes abertas para a palavra de Deus.
    Uma vez que conhecemos a Jesus, Ele rasga o véu e temos uma nova visão de mundo. Sabemos que existem crises mundiais terríveis, que corrompe o homem, mata seu corpo, sua alma e os que creem em Jesus somente olham, sem atuarem verdadeiramente como deveria.
    Como cristãos, não podemos cruzar os braços diante de tantos problemas sociais que assolam o mundo.
    Nosso Salvador prometeu que faríamos obras maiores do que foram feitas em sua época, e essa promessa não tido efeito em nossas vidas. Quase não buscamos concretizá-las.
    Fechamos nossos olhos que foram abertos pelo Espírito e nos acomodamos, perguntamos e não respondemos, não atuamos.
    Devemos sair da inércia cristã e começar a fazer como nosso Mestre: ir por todo o mundo e pregar a palavra que liberta e sara, a toda a criatura.

  31. COMO TEREMOS CORAGEM PARA VIVER, TRABALHAR, SAIR,LUTAR NESTE MUNDO TÃO LINDO QUE DEUS CRIOU E O HOMEM DESTRUIU COM SUAS ATITUDES INSANAS, VIVEREMOS PENSANDO EM JESUS, VIVENDO EM JESUS, VIVENDO COM JESUS,PEDINDO A ELE PROTEÇÃO E CORAGEM PARA CONTINUAR A CAMINHADA,ESPARGINDO A LUZ MANSA QUE VEM DELE, PARA QUE POSSAMOS ILUMINAR NOSSA CAMINHADA E TAMBEM DAQUELES QUE ESTÃO AO ALCANÇE DESSA LUZ, DIA APÓS DIA , ATÉ O DIA FINAL.

  32. Viver numa sociedade corrompida pelos elos satânicos, com o pecado, o pluralismo, o secularismo e o homem como centro das atenções não tem sido fácil, mas uma coisa não podemos esquecer: Viver os padrões cristãos é um dever daqueles que foram eleitos por Deus, daqueles que foram chamados por seu decreto. Aconteça o que acontecer, as portas do inferno não prevalecerão contra a igreja de Cristo. Como viveremos, se não atentarmos para uma tão grande salvação. Viver em Cristo, para Cristo e por Cristo é um desafio do cristão. Deus abeçoe!!!

  33. Conquanto que a instrução da igreja nos dias atuais negligenciasse a advertência do Apostolo Paulo a permanecer nos ensinos em que foi inteirado, sabendo de quem tinha aprendido Ref II Tm 3.10-17. Tem sofrido uma crise de inanição na qual sua força doutrinária não gerou em seus membros o padrão ético-moral-espiritual do apostolo Paulo, na permanência em seguir seu estilo de Doutrina, levando ao mesmo modo (estilo de vida) de viver, com a mesma intenção (motivação) de Fé, perseguições e aflições tais que até da vida se desesperou, Ref II Co 1.8. Na verdade perdemos de vista a perspectiva doutrinária Paulina, quando Paulo nos aconselha a sermos seus imitadores na formação de um caráter Cristão, Ref Gl 4.19. Posto que o Evangelho que é o poder de Deus, tem como meta principal a transformação de vidas pecadoras em vidas santas, Paulo propõe o evangelho como um modelo ousado de um super projeto de vida incorruptível, Ref II Tm 1.10. Concluímos que o evangelho como um novo projeto de vida incorruptível, implanta no convertido um conjunto de medidas normativas, e diretrizes disciplinares que comumente chamamos de conteúdo Doutrinário, no afã de levar-nos a contrair um novo padrão moral de vida, estabelecendo mudanças significativas nos costumes, hábitos, atitudes, comportamentos, temperamentos, purificando e santificando no que constitui um novo caráter transformado.
    Temos, portanto este imenso desafio a ser concretizado em nosso meio evangélico, tal qual Elias reedificou o altar em ruína, assim como Neemias reedificou os muros fendidos de Jerusalém, também é nosso dever levantar o tabernáculo de Davi (Estrutura espiritual) que está caído, Ref At 15.16. Estamos contemplando o limiar de um novo milênio sob uma perspectiva digital, informações com imagens ao vivo via internet de um mundo globalizado, é uma verdadeira explosão atômica da ciência cibernética, naufragando a fé e a esperança de muitos, e acima de tudo trazendo o complicado conflito ideológico de geração invalidando as verdades absolutas e inserindo as verdades relativas. Para finalizar quero ressaltar que a nossa compreensão e interpretação bíblica precisa ser reavaliada, reformulada, redefinida, e bem apropriada para melhor atender aos anseios contraditórios da geração clonagem. Ref Ez 21.7. Estamos famintos e sedentos e corremos o risco de comer qualquer vento de doutrina, daí vem a urge-necessidade de traçar esse super projeto, não de passar momentos com Deus, mais desfrutar de uma vida plenamente conservada irrepreensível diante Dele, Ref I Ts 5.23. Que evidentemente nos proporcionará a graça de gozar da sua natureza Divina, pelas quais Ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas. Ref II Pe 1.4.

  34. É bastante claro que o mundo jaz no maligno. Este mundo realmente tem sido tenebroso e a cada dia nos deparamos com coisas piores. Não podemos ser ingênuos em pensar que somos “blindados” a ponto de nada nos atingir. Também é correto pensar que temos capacidade de mudar o curso que este mundo está seguindo. Entretanto, recebemos de Deus autoridade, poder, conhecimento e armaduras para enfrentar todo o mal implantado por satanás. Temos que arrebatar as almas do fogo, influenciar a sociedade com o amor que nos foi derramado, glorificar ao Senhor com nossa fé e sempre crer que próximo está o dia em que seremos tirados desse mundo. Dessa forma, estaremos fazendo a nossa parte e receberemos galardão por isso. Fiquem firmes!

  35. Sê fiel até a morte, darte-ei a coroa da vida. Pra mim, esta é a única maneira de continuar vivendo, de continuar sendo cristão verdadeiro! Mudar padrões, vencer as mentiras, o engano, a falsidade, a frieza total que vive hoje o ser humano… Só sendo fiel em tudo, mas em tudo! Como?? A palavra ensinou nossos irmãos, a palavra nos ensina hoje! Viveremos e bem, sendo FIEL!

  36. Viveremos na esperança de que Cristo vai voltar como Ele prometeu que viria, e de que Ele nunca nos deixaria. Passamos por problemas, dificuldades, provas, mas cremos que Jesus Cristo está conosco e temos a vitória no seu nome. Nos dias hodiernos que se prega tanto a facilidade da teologia da prosperidade, muitos esquecem que o verdadeiro evangelho é de cruz, todos os dias.
    No mundo terei aflições, mas tendo bom ânimo, eu venci o mundo. Jo.16.33

  37. E AGORA, COMO VIVEREMOS?
    Como alguém que, pela manhã, clama angustiado: “Ah! quem me dera ver a noite!”, e chegando a noite grita desesperado: “Ah! quem me dera ver a manhã!” (Dt 28.67), olhando para o céu e orando sem cessar: “Vem depressa, amado meu!” (Ct 8.14).

  38. Muitos de nós vivemos e crescemos em um contexto em que a pessoa do Deus Criador é algo distante ou nem mesma é visto com existente. Para alguns, a realidade de um deus ainda existe, mas são deuses que podem ser tudo, menos o Deus como revelado nas Escrituras. Todos crescemos com a nossa cosmovisão que foi sendo formada as poucos pela família, experiências pessoais, pela sociedade e uma série de outros fatores. A nossa cosmovisão é a maneira com vemos o mundo a nossa volta, ela determina com interpretamos os acontecimentos que nos rodeiam. Somos servos da nossa cosmovisão. Por isso ela é tão importante e precisa ser ajustada à realidade. As coisas precisam ser vistas da forma como elas realmente são: nada mais e nada menos do que a verdade. Com a conversão, que é um dos momentos mais importantes da vida cristã, somos confrontados pelo Espírito de Deus sobre a nossa cosmovisão. Por exemplo, passamos de pessoas justas e bondosas a pecadores que merecem o inferno e dependem totalmente de Jesus para serem salvos da condenação eterna. É um evento sobrenatural de mudança de cosmovisão. Portanto, o cristianismo é uma nova maneira de ver e compreender a realidade a nossa volta, a começar por nossas vidas. Diante disto, devemos negar o ideia de que “esse mundo é secular”. Temos que lembrar que vivemos em um “mundo criado” que foi “secularizado”. Sendo assim, temos uma responsabilidade diante da cultura em que vivemos. Quando Deus criou todas as coisa, Ele viu e disse que era tudo “bom” (Gn 1.31). O padrão de Deus em se tratando de valores e princípios morais são os ideais. Tudo que foge a isto, está se adequando a algo inferior e portanto, deixa de ser “bom”. O primeiro passo para mudarmos nossa cultura é entender a necessidade de conformar a nossa mente aos padrões de Deus à forma como Ele enxerga as coisas (Rm 12.2). O mundo não pensa biblicamente, e não podemos deixar que ele nos coloque em seus moldes. Mas não podemos ser constrangidos pelo sistema do mundo. Temos a verdade (Jo 17.17) e com essa verdade demos avançar, sem uma visão míope de tudo. Não separando o sacro do profano (secular), pois entendemos que temos a solução. Devemos usar da “graça comum” e sobrenatural (graça especial) para influenciarmos as pessoas. Porque a vida cristã não é a melhor forma de viver, é a única!

  39. Como viveremos?
    Esta sem dúvida e uma pergunta bem pertinente para os nossos dias, visto que estamos vivendo num tempo muito conturbado. E a resposta a essa indagação, é que, em primeiro lugar, nós carecemos da graça e misericordia de Deus. E também, precisamos nosfirmar nas Escrituras Sagradas, e meditar Nela, e tê-la de fato, como a nossa única regra de fá e prática.
    E que Deus tenha misericordia de nós e nos ajude a viver desta forma.

  40. Dando crédito,guardando a palavra de Deus, buscando frutificar para o reino do Senhor.

    “Pois todo o que é nascido de Deus,vence o mundo.
    Está é a vitória que vence o mundo:a nossa fé.
    quem é o que vence o mundo senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? 1 Jo 5.4-5″

  41. O caos universal não poderia ser diferente do que é hoje e pior ainda será. Porque o homem sem Deus tornou-se o que a palavra de Deus diz amante de si mesmo. Existe nesse caos universal um “povo separado” para servir ao Senhor e ao próximo. Esses sim precisam mostrar e fazer a diferênça. Como viveremos? Lutando contra esse mundo sodomizado defendendo A LEI junto com o grande general a nossa frente. O Altíssimo. Amém! Deus seja com todos que O temem.

  42. Devemos viver como aquele que com muita humildade e convicção em meio ao deserto anunciava a vinda do Rei da glória e denunciava o pecado sem nada temer. Pós-modernismo, homossexualidade, índices altos de violências, pedofilias, ativismo etc. Estamos todos os dias enfrentado um rolo compressor que vem em nossa direção, sim a nós o verdadeiro cristão, os verdadeiros CRISTÃO que trazem as marcas de Cristo que não nos conformamos com este mundo, que denunciamos o pecado seja para um presidiário ou juiz.Mas somos sal neste mundo que é jaz do maligno, podemos optar em viver em uma vida cômoda esquentando os bancos de nossa igrejas ou ser como João Batista neste mundo pós-moderno, ainda que perdemos nossas cabeças, nosso corpo se necessário pelo amor de Cristo e pela sua palavra. Pior do que o mal se propagar é ver as pessoas que fazem o bem não fazerem nada. Viveremos de boca bem aberta anunciando o Reino da graças, a graça que pode transformar a vida de um mendigo, ou homossexual e gritar aos quatro cantos desta terra que Jesus, salva, cura, batiza com Espírito Santo e em Breve voltará para buscar a sua igreja SANTA.

  43. Jesus antes de ir para Glória disse que nos ia enviar o consolador “Espirito Santo” , seremos revestidos de poder (Lc 24:49). E ele o consolador nos guiará pelos caminhos iluminados pela palavra. (Sl 119:105)
    Na minha opnião somente com o Espirito Santo e uma decisão unica por Jesus, conseguiremos sobreviver a essa sociedade. Para eles tudo que é certo torna-se errado e o errado torna-se certo. Jesus disse que sem Ele nada podemos fazer, até mesmo vivermos. Sua palavra nos iluminará para não nos perdermos nos caminhos tortuosos desta vida passageira que estamos, e com isso pernaneceremos firmes até a consumação dos ultimos dias e receberemos a recompensa.
    É isso que eu quero ensino aos meus filhos e espero. Abraços!

  44. Viveremos…
    … esperando pela volta de nosso Salvador,
    … de joelhos para não tropeçar,
    … glorificando toda a obra das mãos do Altíssimo,
    … a Grande Comissão,
    … demonstrando a nova vida em Cristo,
    … honrando Teu Santo Nome,
    … o Grande Mandamento.

  45. Acredito que há uma preocupação errada ai.
    Sempre a ênfase dos porquês da terra se dá aos humanos. Nós somos a última evolução entre os seres viventes na terra, no entanto, temos a pretensão de moldá-la a nosso gosto. e ai está o resultado do “nosso gosto” todo esse transtorno para nós mesmo causado pelas oscilações climáticas, que nada mais são, que a terra se equilibrando novamente. Esse processo de equilíbrio dinâmico sempre ocorreu-nos 4,5 bilhões de anos que a terra tem e não é uma espécie como a humana que vai conseguir destruir esse planeta guerreiro não mesmo. Podemos até tentar mais que sofrerá as conseqüências… Já sabem né.

  46. VIVEREMOS DA ESPERANÇA, QUE NOS RESTOU APÓS TANTOS PROBLEMAS. VIVEREMOS DELA; PORQUE SEM ELA NINGUÉM CONSEGUE VIVER. E A ESPERANÇA NOS TRARÁ NOVAS PERSPECTIVAS, NOS ABRIRÁ OS HORIZONTES PARA QUE VEJAMOS QUE NEM TUDO ACABOU; AINDA RESTA VIDA E FORÇA, E DESSA FORMA AINDA PODEMOS LUTAR E SER FELIZES!

  47. Desde os tempos de Ló havia naturlismo, prostiuiçao, homossexualismo, cento que hoje sao mais expostos, mas nao causa tanto escandalo quanto antes. Por que? Porque muitos nao estão vivendo o que o Apostolo Paulo nos escreveu ” nao se conformeis com este mundo”. Mas isto nao quer dizer que nao tenha os remanecentes, os quais nao se renderam a adoraçao a Baal (corpo, seus sentimentos, desejos do mundo), há um povo que redimi, que vive o altentico evangelho do Senhor Jesus. E assim viveremos amando o Senhor guardando os seus mandamentos, vivemdo-os e pregando-os ate que o Senhor venha e, se for preciso sofrer as marcas de feridas corporais como muitos sofreram nas perseguiçoes e matanças. Do que vale ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma. Do que vale está na roda de “migos” e fazer o mesmo que eles sentindo o gozo que o mundo oferece, pois é gostoso, mas nao ter a ALEGRIA DE DIZER: EU VOU MORAR NO CÉU!
    ALELUIA!!!!

  48. E agora, como viveremos?
    Viveremos como o apóstolo Paulo disse: “Posso todas as coisas naquele (JESUS) que me fortalece”.
    Olhando sempre para ele, que é o autor e consumador da nossa fé. Batalhando pela fé que uma vez foi dada aos santos. E sendo um verdadeiro apologista contra tudo e toda heresia que se levanta contra a Palavra de Deus.

  49. Caro Valmir

    Diante dos grandes problemas e dilemas que atravessamos neste mundo, devemos viver mortos para ele e para nós mesmos, negando as nossas vontades e vivendo segundo a vontade de Deus. Este é o ensinamento que encontramos em João 3. Precisamos experienciar a regeneração, ter um contínuo “gerar outra vez” em nossas vidas espirituais.

    Estar no centro da vontade divina significa ser totalmente imparcial. É ter a capacidade de ser parte ativa das situações, mas ao mesmo tempo observando todas elas como se estivesse fora delas, analisando-as pela perspectiva das Escrituras Sagradas. Perguntar-se: estou fazendo conforme a Palavra recomenda fazer?

    Efésios 6.10-20, nos informa que estamos em guerra e devemos estar preparados. Com o passar dos dias, encontramos batalhas mais difíceis de pelejar. Isto acontece porque são muitos soldados que deixaram de examinar a si mesmos e vão aos combates sem preparo adequado.

    O segredo para continuar em pé é olhar e prestar atenção nas ordens emitidas pelo General que nos conduz nestas batalhas. As ordens estão nas Páginas Santas, todas elas estão disponíveis na Bíblia.

    Viveremos espiritualmente bem se seguirmos o estratagema que o General traçou. Infelizmente, nem todos os soldados fazem isso. Há o chamado fogo-amigo, há soldado ferindo seu companheiro, existem irmãos guerreando contra seus próprios irmãos… E por causa desses ataques equivocados, o inimigo real avança com mais sucesso do que deveria ter.

    Como viveremos? Existe vida só em e com Jesus, Ele é o nosso General!

    Eliseu Antonio Gomes
    http://belverede.blogspot.com

  50. E agora, como viveremos?

    Sola Fide
    Solus Christus
    Sola Gratia
    Soli Deo Gloria
    Sola Scriptura

  51. E AGORA COMO VIVEREMOS?
    Das quatro perguntas feitas ao concurso, E AGORA COMO VIVEREMOS?, que diz como vamos viver nessa sociedade? Como vamos mudar essa realidade? Como vamos redimir essa cultura? E como vamos implantar um padrão essencialmente cristão no mundo?
    Essas perguntas constituem-se em grande desafio para os cristãos da atualidade, assim como foram para os cristãos do passado. Uma afirmação feita, por Jesus, aos discípulos, dizia o Mestre, que eles eram sal e luz desse mundo (Mt 5.13,14), dando a ideia de que era possível a Sua Igreja, nesse presente século, assim como antes, fazer a diferença na sociedade em que vivemos sem envolvimento com as trevas e nem ser sucumbida nem deteriorada pelo pecado. Jesus, também, predisse que as portas do inferno não poderiam prevalecer contra Ela, pois Ele a havia edificado (Mt 16.18). O velho inimigo da Igreja sempre foi o mesmo; suas táticas é que são diferentes: mudam-se as épocas, mudam-se as táticas. Antes era pela força da perseguição, hoje pelas ideologias e filosofias culturais.
    É possível vivermos nessa sociedade, influenciando-a sem deixar-nos influenciar por ela. No Capítulo 4, da Carta aos Efésios, Paulo nos mostra isso.
    A realidade atual será mudada quando deixarmos o denominacionalismo, causador de divisão, e cumprirmos, à risca, o ensino dado por nosso Senhor Jesus Cristo, prescrito no Evangelho de Marcos 16.15-18.
    A remissão da atual sociedade se dará pela pregação da Palavra e pela prática da oração e, por fim, o implantar um padrão essencialmente cristão e viver segundo escreveu Paulo aos Filipenses (2.15): “Irrepreensíveis, sinceros, inculpáveis, e mantermos sempre nossa luz brilhando”.
    Assim viveremos até que o Senhor venha nos buscar.

Os comentários estão encerrados.