PETRY: O EVANGELICOFÓBICO QUE TENTA SAIR DO OSTRACISMO


https://i1.wp.com/www.zonamix.com.br/blogdaredacao/wp-content/uploads/2008/07/andre_petry.jpgAndré Petry ressurgiu das cinzas. Depois do seu ostracismo latente e da falta de debates em torno de suas fraquíssimas matérias e opiniões veículadas na revista Veja, ele voltou à cena das discussões usando para isso a única técnica que dispõe: lançar mão da sua obtusa evangélicofobia.

No artigo que tem como título Autocarbonização em que critica a candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, ante o fato dela ter feito insinuações sobre o seu oponente Gilberto Kassak, colocando em xeque a sua possivel homossexualidade, e que isso poderia desqualificá-lo para o cargo de prefeito, o Sr. Pedra no sapato – como de costume – encontrou espaço para disparar contra os cristãos evangélicos. Ele diz que “Como isso não deve acontecer, a rabacuada fica autorizada a achar que Marta Suplicy está pronta para juntar-se à massa de evangélicos homofóbicos que, a esta altura, deve estar exultante com a sua conversão dramática e pública. E, quem sabe, deve agora brindá-la com seu voto. (Atenção: este texto afirma que há evangélicos homofóbicos, como é notório. Este texto não afirma que todos os evangélicos são homofóbicos.)“.

Quanto ao seu ataque à Marta. Pra mim que se explodam os três, pois isso é pura briga interna da turma do arco-íris, em que o André Petry, a Marta (madrinha do movimento) e o Kassab (defensor da parada gay) fazem parte.

Quanto ao ataque aos evangélicos. Tenho por certo o seguinte.  Quando o articulista não tem capacidade intelectual para despertar em sua coluna a atenção dos leitores por meio de textos produtivos, ele tenta compensar sua incompetência literária criando polêmicas e atacando determinados grupos da sociedade. No caso do Petry, considerando que ele não tem a habilidade do Reinaldo Azevedo, a crítica humorista do Diogo Mainardi e muito menos o conhecimento do Kanitz, restou a ele eleger os evangélicos como mira dos seus devaneios homo-ideológicos para ver se com isso o seu nome aparece um pouco mais e o número de cartas aumente.

Quem é o André Petry? O que ele já fez como jornalista? Quais sãos as suas contribuções à mídia?

Sinceramente não sei. E creio sinceramente que a sua capacidade intelectual o impede de chegar a ser alguém. É mais um jornalista medíocre, que conseguiu um certo status em um revista, e que não tem nada a oferecer ao público que o lê, senão ataques preconceituosos e posicionamentos sempre ridiculamente liberais.

A Wikipédia descreve o seu curriculum em quatro linhas:

André Petry (Porto Alegre, 1961) é um jornalista brasileiro.

Atualmente, é editor especial e colunista da revista Veja. Costuma gerar polêmica devido a suas opiniões contrárias ao que ele considera intromissão da Igreja na vida política nacional em temas como aborto e pesquisas com células-tronco [1].

Quanto ao teor de suas palavras, pelo menos dessa vez não perderei tempo comentando-as, pois elas demonstram por si mesmas a intolerância (tão defendida por ele) e a evangélicofobia do articulista.

Anúncios

9 comentários em “PETRY: O EVANGELICOFÓBICO QUE TENTA SAIR DO OSTRACISMO

  1. Valmir,
    Concordo quando interrogas, quem é André Petry? Infelizmente é um sujeito que dá papagaiada em assuntos que não domina. Aja vista quando ele escreve sobre aborto, células troncos etc. Sempre a vista do ponto dele, divergem dos Embriologistas, Biólogos Sérios, que emitem seu parecer de acordo com a ciência.

    Ele deveria escrever mais sobre assuntos que ele tem domínio. E não escrever para ter algum retorno, para se destacar etc. Alguém já até intitulou-o de Intelectual Imbecil, é o que ele demostra com a mediocridade de seus textos.

    Abraços
    Geziel

  2. eu,ja havia observado que seus escrito não eram confiavios,era uma leitora da revista veja,mais com o passar do tempo comecei observar muitas mentiras muitas coisas sem logicas,isso se dar com a queles que so tem a sabedoria da terra,e ignoram a verdade de DEUS, pois eu convido-o a conhecer de verdade esse GRANDE DEUS,e tenha uma expriença com ELE,seus artigos serão melhor.sou rita de belem do para.

  3. Eu ja tinha lido alguns assuntos deste colunista da revista citada, e ja percebi que ele gosta de ser polêmico, mas ser polêmico sem base, ou seja, sem conhecimento do assunto a ser abordado não nada não obtem êxito algum e nós evangélicos não estamos no ostracismo como disse o culonista, muito pelo contrário temos boa convivência dentro da nossa sociedade

    Abraços
    Genildo

  4. Pois meu abençoado irmão Valmir, o André Petry mostra recorrência em suas colocações evangélicofobas (será que está palavra existe, se não vamos criá-la?). Notei o problema mas não quis, como das outras vezes, fazer um comentário, até por falta de tempo.

    Gostaria de ressaltar, entretanto, a absoluta inércia de nossas lideranças, que estão aguardando por nossos deputados, quando deveriam entupir a caixa de e-mail de Veja com mensagens de repúdio, evidenciando a evangélicofobia.

    Abraços!

  5. Daladier,

    Como eles criaram o neologismo homofobia e homofóbicos e introduziram no léxico, acho que podemos criar esses neologismos: evangelicofobia e evangelicosfóbicos. Interessante que na última vez esse assunto foi abordado pelo Petry ele usou esse termo, depois de eu ter usado aqui no blog enviado um e-mail pra ele. Mas, acredito que muitos, naqueles época, entupiram a cx de e-mail dele com essa palavra.

    Há realmente quem entenda que esse ato de defender a fé cristã não leva em nada, eu, ao contrário, penso na importância de confrontarmos a mídia “inimiga da cruz”, com palavras contundentes e eficazes.

  6. Li o comentário desse “jornalista” (no Brasil não precisa ser graduado para tal) criticando o parecer do então Procurador-Geral da República, Cláudio Fontelles, no caso de liberação do abordo dos fetos anencéfalos. Foi tudo muito patético, esse senhor quis lançar pecha nessa autoridade em nome do estado laico (o governo não tem vínculo com nehnhum movimento regilioso). Só porque o PGR era simpatizante da corrente franciscana (religioso) o citado jornalista quis impugnar o brilhante Parecer protegendo a vida desde a concepção. É uma lástima que esse tipo de pessoa tenha tanto espaço na mídia com tão pouco conhecimento na matéria jurídica e até mesmo noutros assuntos. Deus tenha misericórdia!!!!!!!!

  7. Eu sugiro que vc mande esta matéria para Veja… Vou torcer para q seja publicada. Ele precisa conhecer os evangélicos que sabem porque são evangélicos…. Quem sabe ele converte também. Abraços.

  8. Gostei do POST. Creio que o Brasil está mesmo entrando nessa Evangelicofobia. Outro dia fiz um comentário num POST que falava sobre a expulsão de dois homosexuais de uma festa na USP. Fui masacrado e rotulado de preconceituoso por ser o único a se posicionar a favor do ato.
    O que ninguem percebeu e que nós evangélicos estamos sendo vitimas de preconceito. Somos tidos como burros, preconceituosos, atrasados, etc…
    Precisamos lutar contra isso irmãos, e mostrar ao Brasil nosso valor como servos do Deus vivo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s