Hetero e Homossexualismo e Desejo de Ser Feliz


por José San Martin

Psicólogos e psiquiatras são unânimes numa questão: 99% dos problemas que chegam aos consultórios estão ligados à dificuldade de amar e ser amado. Esse é o xis da questão nos conflitos de relacionamento humano, seja entre pais e filhos, marido e mulher, amigos… Especialmente nos fins de semana, milhares de homens e mulheres saem em busca de relacionamentos – leia-se sexo – em barzinhos, boates e eventos de fim de semana. No fundo tentam encontrar amor. Dormem com um(a) parceiro(a) hoje, se entregam a outro(a) amanhã e assim vão tentando dar alguma razão para suas existências.

As revistas de celebridades trouxeram no fim de ano a lista de casais que fizeram a “fila andar” no troca-troca sem fim de parceiros. O mais recente descasado — depois de casado no papel numa ilha paradisíaca — foi o ator Eddie Murphy. Está longe de ser um recorde, mas conseguiu conviver duas semanas com Tracey Edmonds, com quem trocara juras de amor eterno mútuo. Não há duvida de que é mais um casal em busca de anseios comuns universais de amor, paz, segurança e assim por diante, que voltam à fila…

Trata-se de um assunto complexo. A mulher seria a mais prejudicada, apesar do avanço feminista a pregar igualdade entre sexos? A revista Veja informa que nove entre dez mulheres permanecerão solteiras. Isso é grave. Muitas mulheres bem-sucedidas afugentam possíveis parceiros. Algumas acabam arranjando um oportunista que dilapida seus bens e não correspondem à expectativa emocional.

Mulher e homem são diferentes e nenhuma igualdade social, econômica ou política vai mudar isso. Na maioria das vezes elas tornam-se objeto de homens que só querem se servir de seus corpos. E quando pretendem um relacionamento duradouro ambos esbarram na incapacidade de renunciar a gostos e vontades que dariam estabilidade à união. A constituição emocional feminina leva-a a sofrer. Mas com os homens não é diferente. Ambos são interdependentes e só podem gozar qualidade de vida dentro de uma família.

Sobre casamento de homem com homem e de mulher com mulher o deputado Clodovil Hernandes deu uma resposta bombástica aos militantes da causa que contavam com seu apoio, já que ele é um homossexual assumido que venceu na vida e tem a simpatia de um grande público. Simpatia, aliás, angariada por declarações desse tipo. Ele afirma não apoiar a excrescência uma vez que “o casamento é instituição falida até no certo, quanto mais no torto”. Reafirma sempre seu desejo pelo fortalecimento da família. Obviamente, também atraiu contra si a ira e muitas vaias dos militantes da prática homossexual.

Na casa dos 60 anos, Clodovil é um dos poucos que parecem estar cientes de que mesmo se esforçando para obter amor e prazer de viver na prática homossexual, isso nunca será possível. Por quê? Porque é uma tentativa “torta”. É tentar enxugar gelo. É se esforçar para chegar a algum lugar correndo numa esteira estacionária. Mesmo preso à prática, o deputado federal costuma afirmar em inúmeras entrevistas que Deus irá avaliá-lo no momento do acerto de contas.

A verdade incômoda — muito incômoda — é que todas as pesquisas científicas em universidades de renome mostram que um ser humano só é plenamente feliz dentro de uma família, constituída desde o princípio por um homem e uma mulher, numa vida religiosa ativa, entre outras. Tem mais saúde física, mental e espiritual, pratica mais relações sexuais, se sente valorizado, amado e possui em sentido na vida.

Dentro da idéia de livre-arbítrio, o ser humano pode tomar o caminho que quiser, consciente de sua derrocada — como Clodovil — ou tentando patentear uma felicidade inatingível com paradas de orgulho, militância opressora sobre a família tradicional.

Os militantes gayzistas podem continuar crendo que são normais por meio do voto, e não de pesquisa séria e independente, uma vez que o Conselho de Psicologia dos EUA só retirou o homossexualismo da lista de distúrbios mentais pela pressão do segmento. Há mais de uma década, a escritora norte-americana e Ph D. Camile Paglia, já havia dito aos homossexuais numa entrevista à Veja: “podem ir contra a natureza, mas preparem-se para as conseqüências”. Algumas dessas conseqüências têm o nome de AIDS e MRSA, a bactéria igualmente fatal, que está matando homens gays ativos a partir de San Francisco, conforme noticiou a Agência Reuters. Nem vamos falar das conseqüências psicossomáticas…

Será que o filme-lançamento “Unidos pelo Sangue”, que dramatiza disseminação da AIDS em três continentes, fala algo a esse respeito? Tenho certeza que não, especialmente numa Hollywood infestada por adeptos da prática e simpatizantes que premiaram obras pró-gays, como “Filadelfia” e “O segredo de Brokeback Mountain”, por exemplo.

Todos podemos ser alvos do amor de Deus. Ele nos alerta sobre os perigos não apenas da prática homossexual como de toda sorte de iniqüidades, por amor. Ele já sabia da Aids e da superbactéria mortal. Em seu amor infinito, Ele continua tentando avisar das conseqüências mortais de insistir no erro. Ele sofre pelas nossas escolhas erradas, mas continua a esperar a tantos quantos ouvirem e se arrependerem.

“Se vocês têm ouvidos para ouvir, então ouçam”, Mateus 11.15

“Portanto, se vocês têm ouvidos para ouvir, então ouçam o que o Espírito de Deus diz às igrejas. “Aqueles que conseguirem a vitória não sofrerão o castigo da segunda morte”,
Apocalipse 2.11

Mulheres e homens hetero ou homossexuais não podem obter amor verdadeiro ou paz na indiferença aos princípios divinos expressos nas Escrituras. Podem estabelecer países laicos, podem decretar a legalidade do “casamento” gay, podem demitir juízes que se recusam a decidir conforme suas leis anticristãs, podem decretar que os trechos bíblicos contra a anormalidade são antidireitos humanos, podem mandar prender cristãos, podem achar que vai tudo bem. Mas continuarão sem rumo. Igualmente, Deus estará de mãos estendidas esperando a todos.

“Escutem! Eu estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, eu entrarei na sua casa, e nós jantaremos juntos”, Apocalipse 3.20

“Venham a mim, todos vocês que estão cansados de carregar as suas pesadas cargas, e eu lhes darei descanso. Sejam meus seguidores e aprendam comigo porque sou bondoso e tenho um coração humilde; e vocês encontrarão descanso. 30Os deveres que eu exijo de vocês são fáceis, e a carga que eu ponho sobre vocês é leve”.
Mateus 11.28,29

O episódio da mulher pega em adultério, levada até Jesus pelo hipócritas fariseus é significativa. Após expulsar seus acusadores, o Senhor diz à mulher:

“Então Jesus endireitou o corpo e disse: ‘Mulher, onde estão eles? Não ficou ninguém para condenar você?’. ‘Ninguém, senhor!’ – respondeu ela. Jesus disse: ‘Pois eu também não condeno você. Vá e não peque mais!’”, João 8.10,11

Ele quer dizer isso a muitos infelizes do coração hoje! O texto original deixa a idéia de libertação. Algo como: “Recebam o Meu Amor. Pare de buscar esse amor em braços de homens (mulheres). Posso preencher esse vazio dentro de você, suprir um relacionamento lícito, que o (a) ajudará a viver feliz!”.

O desejo de Deus é o fortalecimento da família. Sejam as do mundo ou da igreja, onde há muitas em situação crítica. Ele é o Criador da instituição familiar e sabe que somente nela homens e mulheres poderão viver uma vida que vale a pena.

Todos os dias, enquanto há vida, é um dia propício para a restauração, recomeço, mudança de comportamento promiscuo, acerto de diferenças intrafamiliares.

“O Senhor não demora a fazer o que prometeu, como alguns pensam. Pelo contrário, ele tem paciência com vocês porque não quer que ninguém seja destruído, mas deseja que todos se arrependam dos seus pecados. Porém o Dia do Senhor chegará como um ladrão. Naquele dia os céus vão desaparecer com um barulho espantoso, e tudo o que há no Universo será queimado. A terra e tudo o que existe nela vão sumir.Sabendo que tudo isso vai ser destruído assim, então que tipo de gente vocês precisam ser? A vida de vocês deve ser agradável a Deus e dedicada a ele”. 2 Pedro 3.9-11

José San Martin é radialista e jornalista

Blog do autor: Caosperança

Anúncios

9 comentários em “Hetero e Homossexualismo e Desejo de Ser Feliz

  1. Muito interessante a colocação do post. Ao que parece toda agenda gay enfatiza a necessidade de sexo entre iguais, quando a natureza ensina que homem e mulher foram criados. Cremos que à falta de oração e ação os gays estão impondo o ritmo. Lamentavelmente!

    Visitem http://daladier.blogspot.com – Reflexões Sobre Quase Tudo

  2. Kharis kai eirene

    Acredito que a ascensão do homossexualismo é um sinal do final dos tempos, segundo 2 Tm 3.1-8 e 1 Tm 4.1s. Suponho até mesmo que o Anticristo será um estadista homossexual, se não, simpatizante, mas voto na primeira possibilidade.

    É, meus amigos, o Brasil, principalmente o Rio Grande do Sul, é pródigo nesse negócio. De lá é que saiu as primeiras conquistas dos homossexuais nos tribunais.

    Oremos

    Esdras Bentho

    http://www.teologiaegraca.blogspot.com

  3. Daladier e Esdras,

    O que temos no mundo todo, e agora no Brasil, é uma ditadura gayzista, onde não se pode expressar qualquer tipo de pensamento contrário a esse tipo de comportamento.

    Eles pedem tolerância com a “diversidade sexual”, porém, não toleram o “posicionamento religioso” de quem quer que se pronuncie contra eles. Isso é um absurdo!

    E no mais, como disse o Pr. Esdras, é o sinal dos últimos tempos, e, no mínimo o Anti-Cristo será simpatizante

  4. Olá a todos,
    Estou “casado” há mais de 30 anos com meu parceiro. Se alguém pensa que não existe amor nessa relação, é porque simplesmente não a entende.
    E sim, a família é necessária. Entretanto, não é o homossexualismo que a destrói. Eu não sei se o homossexualismo é o fim dos tempos ou não, mas acho que há sinais mais claros pra isso: homicidas, mentira, adultério, vulgaridade, governantes corruptos, lavagem cerebral, falta de Deus, falta de amor, pra citar 1% deles.

  5. Olá,
    Boa resposta Marcos, sou o tipo de pessoa que desperta ira entre os fanáticos evangélicos, sou casado há mais de 2 anos, meu companheiro e eu somos evangélicos, já passamos por situações onde somente o amor entre nós e de Deus conosco poderiam explicar a continuação de nossa união. deus tem se mostrado presente em nossas vidas, não frequentamos as igrejas evangelicas nas quais fomos criados (as 2 maiores do pais) pois pregam uma homofobia camuflada que bitola a mente desses seguidores fanáticos, minha mãe é uma senhora evangélica, letrada, que entende que não existe diferença entre o amor que sinto pelo meu companheiro e o amor entre um casal hetero, se esses medíocres seguidores fanáticos observassem as estatísticas saberiam que as casais heterossexuais são os principais adúlteros em comparação aos casais homo, portanto, os heterossexuais são claramente mais promíscuos. A religião é a principal causa de regressão do Brasil, enquanto existir esse tipo de evangélico, que olha o suposto “pecado” o “irmão” homossexual em vez de zelar pela sua relação com Deus, sempre viveremos num submundo como o irã, que queima os gays e alega não ter homossexuais em seu território.

  6. Esse é meu segundo comentário. Espero q esse saia, pois, o primeiro não foi posto.
    Como disse acima, Rafaela, essa matéria é absolutamente desprovida de discernimento. Céus!!! Veja essa frase: “..Algumas dessas conseqüências têm o nome de AIDS e MRSA, a bactéria igualmente fatal, que está matando homens gays ativos…”.
    A AIDS mata TAMBÉM crianças, casais cristãos heteros, idosos heteros,…etc Me poupem d tanta falta d informação!!! De igual forma a MRSA TAMBÉM atinge casais cristãos heterossexuais que praticam sexo anal. O sexo anal não é patrimônio exclusivo dos homossexuais. Ele é democraticamente usado por todos os casais q desejarem praticá-lo, sejam heteros ou homoafetivos. Aliás, lésbicas não praticam sexo anal!! Vários gays tb não praticam! Conheço de perto alguns deles.
    Quanto ao cansativo jargão no meio evangélico: “Deus só fez homem e mulher..”. Saibam que esse argumento já caducou!! Hoje, sabe-se que o gênero d uma pessoa não tem nada a ver com sua identidade afetiva e sexual. Todo gay, toda lésbica é, ou homem, ou, mulher.
    Aconselho a igreja tentar se aproximar desse grupo social tão discriminado, humilhado. Entendam que eles NÃO ESCOLHERAM serem homoafetivos. Assim como eu, que sou mulher e heterossexual, tb não escolhi gostar de homens. Simplesmente meus instintos afetivos e sexuais são NATURALMENTE voltados para o diferente a mim no gênero. Da mesma forma acontece com os homossexuais.
    O “sinal dos tempos” é O DESAMOR. O amor está esfriando no mundo. E, lamentavelmente, a Igreja está nesse barco.
    Não são os homossexuais q estão destruindo a família. O q destrói a família é o desrespeito, a falta de dignidade, o desamor, vindo, na maioria, de heterossexuais. Pais, heteros, q agridem, abusam sexualmente de seus filhos. Avô, tio, heterossexual, q praticam tais atos tb.
    Conheço várias famílias homoafetivas felizes, dignas, onde os parceiros são cúmplices, fiéis. Algumas delas tem filhos biológicos, outras adotadas. São tantas as alternativas para uma família, hetero ou homo, ter filhos.
    IGREJA! SE APOXIME DOS DISCRIMINADOS. Ame um AMOR ATIVO os homossexuais!
    Conheça de perto essas vidas que, tb amam seus parceiros. Como amam!
    BASTA de tanto preconceito, perseguição a essas vidas, assim como no passado fizeram com os negros, considerando-os animais sem alma. Filhos de Caim…etc.
    Glória a Deus por vidas q Deus levantou, como Princesa Isabel, para libertar os negros do jugo imposto pela maioria.
    Agora o Deus libertador ordena o êxodo dos homossexuais. Liberdade, direitos iguais pra esse grupo social!! Amém!
    Deus nos ilumine a todos.
    Lucilene Moraes
    Presidente da Organização REPAIR (reunião de pais, amigos e irmãos de homossexuais – repaironline.org).

  7. muito bem… sou um jovem de 16 anos de idade, per doem me se estou sendo muito hipócrita em dizer, que não há… nada perfeito em ser “normal” ou “torto” como diz o texto.
    vocês simplesmente analisam uma teoria que tem sobre o mundo e sobre tudo que nele há. não sou anti cristão e nem jamais vou ser pois já passei vários anos de minha vida sendo “cristão” sei muito bem o que tem escrito na bíblia referente a “homossexuais” mas isso não quer dizer que a concepção bíblia venha implicar em ataques caluniosos há homossexuais, primeiramente sugiro que conheçam casais homossexuais mesmo que não gostem procurem ver o “outro lado o tal torto” pois vocês simplesmente sentam em suas camas anoite e dentro de um templo e leem um “livro” e depois de tudo saem prontamente a julgar tudo e todos, pois agora que leram o seu “livro” acham que são Deuses que podem dizer tudo o que querem e tudo o que pensam… sim vocês podem dizer o que pensam faz parte da liberdade de expressão, mas a sua liberdade só vai até onde o meu espaço chega pois você não pode invadir minha privacidade, por que os evangélicos ( não todos mas a maioria) acham que podem discriminar os homossexuais ? vocês deveriam ver que Deus sendo tão maravilhoso deu a vocês uma chance de terem uma vida plena e calma e a nos também simplesmente queremos paz( é o que todo mundo quer !) mas dai vem vocês julgando serem os donos da verdade com um texto como esse acima.
    vocês realmente pensam que estão salvos agindo dessa maneira? em todo o meu tempo de cristão eu aprendi que Deus é amor e nada mais que isso. mas vocês brincam de donos da lei seus escribas e farizeus, como nos textos bíblicos sempre existem pessoas que acham que sabem de todas as coisas mas não é bem assim… vocês são tão pecadores quanto nós muitas vezes até mais que nos mas se julgam superiores pois vocês usam a sua “armadura” chamada “palavra de Deus” não sou um critico com uma unica visão sou uma pessoa mutável por isso procuro sempre estar aprendendo de tudo um pouco e como todos os representantes homossexuais a comentarem sobre estes texto” medíocre ” de poucas perspectivas e de muita falta de informação baseado em argumentos falho que tem pouco peso para a vida das pessoas.
    parem de apontar o que é “CERTO” ou “ERRADO” vocês não tem autoridade nem ao menos capacidade de se defenderem de criticas e nem muito menos de debates… pró GLBTT… para quem não sabe isto significa “G= gays L= lesbicas B= bissexuais T= travestis T=transexuais ” somos todos normais de nossos jeitos de ser.
    e não estamos aqui para brigar e sim para dialogar pois é isso que pessoas inteligentes fazem… grato pelo espaço. Caick Alexandre L. silva

  8. Fico abismada quando vejo a que ponto a humanidade é capaz de chegar quando quer«legitimar sua podridão.Deus não obriga ninguém a segui-lo.Deus não obriga ninguém aceitar a sua PALAVRA,se alguém quer se entregar à pratica do HOMOSSEXUALISMO, não espere contar com a provação da BIBLÍA.
    Deus condenava esta pratica no passado e continua condena-la no presente,porque ELEdiz que não muda.Ele deu ao homem o direito de fazer suas escolhas,embora alerte que estas escolhas terão de ser acardas com sua consequências posteriores.Deus disse que toda escolha que vai contra as Regras criadas por ELE geram a morte e a maldição.O homossexualismo é citado como «abominação» diante de DEUS.
    DEUS tem aversão ao pecado,mas ama o pedador e deseja que este arrependa-se antes que chegue o dia do juízo,porque diz que teremos de prestar contas de nossos atos,inclusive dos atos homossexuais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s