Meus direitos, por favor!


MEUS DIREITOS, POR FAVOR!

Pr. Geremias do Couto

Fonte: http://www.geremiasdocouto.blogspot.com/

Entrei na luta pela manutenção dos meus direitos.

Não aceito que o Congresso Nacional aprove e o Presidente da República sancione uma lei que puna a minha liberdade de expressão sob o falso argumento de que eu não posso condenar o comportamento homossexual como prática social reprovável, assim como condeno as relações extraconjugais, a pedofilia, o sexo bestial e qualquer outro desvio de conduta.

Não admito que eu seja discriminado por acreditar na família segundo os padrões bíblicos e ensinar continuamente às crianças, aos jovens e adultos que o modelo de união sexual legítimo para o ser humano é entre macho e fêmea, através do casamento, em qualquer campo em que se discuta o tema: psicológico, social, moral e bíblico.

Não me submeto a nenhuma norma que queira calar a minha voz nos próprios púlpitos, onde livremente exerço a privacidade de minha fé, sob o abrigo da Constituição Brasileira e do Código Civil, e proibir que eu use os textos bíblicos que mostram de forma clara o homossexualismo e outros comportamentos como conduta condenada por Deus.

Não me disponho a deixar de pensar e afirmar aos quatro cantos que o homossexualismo é filho direto da pedofilia e esta também um subproduto do homossexualismo, já que muitos de seus praticantes foram seguramente iniciados no vício durante a infância por adultos despersonalizados e animalescos, que, sem dúvida, sofreram os mesmos abusos quando eram crianças.

Não abro mão de combater o homossexualismo por não ser meramente uma opção, como pretendem os ideólogos do movimento homossexual, mas um hábito anormal adquirido pela influência das más companhias e, hoje, livremente estimulado pela mídia e até mesmo em muitas escolas sob o olhar de espanto e horror de pais que não sabem o que dizer aos filhos.

Não pretendo, por fim, parar de pregar contra o homossexualismo, como pecado à luz da Bíblia, mas, ao mesmo tempo, continuarei a amar o homossexual e ter a coragem de abraçá-lo e dizer-lhe que ele tem o direito de buscar em Cristo a transformação de sua vida sem submeter-se à ditadura que os ideólogos do movimento homossexual lhe querem impor à custa da nossa liberdade.

O projeto de lei que está no Senado, criminalizando a suposta homofobia (o termo é altamente questionável), precisa ser barrado. Ele agride a democracia e tenta implantar pela via legislativa a opressão totalitária própria dos regimes de exceção através da supressão de direitos constitucionais inalienáveis ao homem. É a imposição do pensamento único. Como diz o filósofo Olavo de Carvalho, com a lei em vigor seremos punidos pelo delito de opinião inexistente em qualquer arcabouço jurídico dos regimes democráticos.

Não discuto a vida privada de quem quer que seja. Também não concordo que as pessoas sejam profissional e socialmente discriminadas em razão de sua preferência sexual. Nesse aspecto, a própria constituição assegura: “Todos são iguais perante a lei”. Mas considero um acinte proibir-me de livremente condenar qualquer comportamento que considere um desvio dos padrões morais, sociais e bíblicos em flagrante oposição ao que creio ser a vontade de Deus para os homens.

Sou mais um nesta luta. Por favor, mantenham os meus direitos!

Anúncios

2 comentários sobre “Meus direitos, por favor!

  1. Você não abre mão de ser homofobico e continuar discriminando seus irmãos homossexuais?????? É incrivel ver como a fé cristã está em declinio, pessoas que passam horas e horas de seus dias trancadas em uma igreja adorando a Jesus, sem ao menos se dar o trabalho de ler o que ele realmente disse. “Amar ao proximo como a tí mesmo”. Homofobia é marca do preconceito, da falta de amor ao proximo, está sim é a verdadeira abominação aos olhos do pai. É uma pena ver uma pessoa que se diz religiosa estar estar tão fora dos caminhos de Deus

  2. Caro André:como é difícil debater certas coisas com quem não conhece a Bíblia(você nos acusa de desconhecermos a tal PL,mas conhecemos sim e sabemos ao que se propõe:impor à sociedade um estilo de vida imoral e rebaixador do ser humano).Deus,melhor que ninguém,pode ensinar e afirmar o objetivo de sua criação no campo da sexualidade.Toda forma de “amor” fora da sexualidade ordenada por Deus é danosa e prejudicial ao homem.E mais:no final levará à condenação eterna.Fuja disso em Cristo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s