TESOUROS ESQUECIDOS


[por Jossy Soares]

Ao dizer que seu Reino não é deste mundo o Senhor Jesus Cristo separou os valores eternos dos valores egoístas e passageiros. Mas porque nós como humanos buscamos tanto essa aceitação e promoção, quando nosso Mestre ensinou que devemos renunciar?

O Senhor nos ensinou algo sobre valores que nunca devemos esquecer (Mateus 6.19,20). Os tesouros que se juntam na terra não são apenas dinheiro e bens materiais. Nessa corrida estão a fama e a auto-promoção. Esse tipo de tesouro geralmente é precedido pela soberba e pela vaidade. Em nada acrescenta na vida espiritual. Ao contrário, aumenta a resistência à real intenção do Espírito. Os tesouros que realmente valem estão além de nossa cognição, é a riqueza de ter a natureza de Cristo, são tesouros que se guardam na eternidade, mas que corações humildes desfrutam agora. Foi por isso que Frida Vingren certa vez falou: um coração bondoso sim custa dor obter, ser manso e amoroso e calmo em todo ser. Manando nova vida do coração à luz e toda minha lida será só em Jesus!

Já diz uma canção do Logos que resultados não são indicador verdadeiro de aprovação. Às vezes, aparentemente nossa vida vai bem. Temos amigos, dinheiro, saúde, somos queridos, solicitados e nossa mensagem agrada à maioria. Todavia nada disto demonstra aprovação do Alto. O real valor que Jesus nos deu está na Cruz. Temos que ter em nós essa marca da renúncia e da humildade. As pretensões têm que sucumbir ante a glória de Cristo.

Jesus tem nos chamado para estarmos num Plano mais elevado, acima da mediocridade, nas regiões celestiais em Cristo (Efésios 2.6). Nesse plano não há espaço para a soberba. O requisito para chegar nesse lugar, freqüentado por poucos, está no Sermão da Montanha. Nesse lugar estão os mansos, os pobres de espírito, os perseguidos, os que choram. Enfim, estão os infelizes, infelizes aos olhos do mundo. Foi por isso que Yancey parafraseou Cristo dizendo que felizes são os infelizes.

Ajuntar tesouros no Reino dos Céus é transferir toda glória para Cristo. É fugir das honrarias. É viver aprendendo ser humilde de coração. Na humildade não há resistência à graça. A graça é quem garante a comunhão com Deus. Se Deus resiste aos soberbos com estes poderão conhecê-lo?

Conhecer a Deus e desfrutar de sua natureza é o maior tesouro que alguém pode ter. Se alguém o conhece, deve andar como Ele andou. Humildade, amor, mansidão, domínio próprio, benignidade, bondade, alegria, fidelidade, paz, longanimidade, são tesouros esquecidos no mundo de hoje, inclusive entre nós cristãos.

Deus nos chama a um lugar especial, as Regiões Celestiais. Lá entenderemos melhor o valor desses Tesouros Esquecidos

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s