NOVA ERA: feitiçaria em alto nível


Por Jossy Soares

As supostas estruturas psíquicas chamadas “chakras” tem mais a ver com o ocultismo oriental do que com ciência. Os “médicos” new ages afirmam que se utilizam dessas estruturas para obter curas diversas nos seus pacientes.

Conceitos de Integração da Saúde Física, Mental e Transpessoal estão sendo colocados como verdade, como uma verdadeira epidemia para a sociedade como se fosse uma verdade comprovada pela ciência. Nesta luta em divulgar o pensamento oriental, sobre vivência holística podemos ver uma verdadeira “rede” de organizações governamentais e não governamentais. Há toda uma influência personificada e curiosamente interligada por trás dessa forma de pensar. As coincidências são estranhas, senão vejamos.
Classifico a tendenciosa transigência da atual sociedade em promover o clímax do antropocentrismo, o homem no centro, o homem-deus, fundido com o meio, rastejante em busca do equilíbrio de tentativa de impor uma ordem espiritual contrária ao cristianismo bíblico. Em suma, a comprovação de que não somente as religiões e grupos de estudos assumidamente esotéricos estão na crista da onda mística, mas nesta estão entrando de cabeça as universidades, as clínicas médicas, as empresas privadas, e as empresas públicas, tipo Sebrae, que funcionam com dinheiro de laicos e teístas. Nessa imensa corrente mística pra frente estão também presentes o “moço do horóscopo”, ”a mulher da bola de cristal”, o “zé da macumba”, as “mães dinah’s” da vida e o inconfundível “ligue-djá”, aquele loiro que arranca 5 milhões de dólares por mês de incautos brasileiros.
Papel aceita tudo, inclusive eventos com nome científico e conteúdo ocultista. Todavia é necessário frisar que nem tudo o que será falado no evento do Sebrae/Aleph será estritamente ocultista, até porque seria muito comprometedor para um órgão de caráter público. Mas é importante frisar que conceitos de Esoterismo, Nova Era, Reiki, Bionergia, Astrologia, Neurolinguística, Medicina Holística, etc., vão, inicialmente, de braços dados com a ciência até ali na frente, quando viram a esquina, suas teorias não encontram respaldo científico para subsistirem, então apelam para o ocultismo, iniciação luciférica, terapias de vidas passadas, magias, horóscopos e o sombrio terreno da Nova Espiritualidade do Século.

O “EU” e a Nova Era

Mais um final de milênio desponta e o misticismo vem mais forte do que nunca. É muito comum escutar expressões do tipo “auto conhecimento, auto-estima, auto-ajuda, auto cura, etc. O prefixo “auto” é colocado para identificar a independência do homem e sua mais cobiçada “descoberta”: o homem também é deus. Esta é decididamente a era do ego, o “eu”, o poder interior, o controle das coisas a partir de si mesmo. É claro que o ser humano deve valorizar-se, afinal de contas ele é a imagem de Deus. Mas colocar-se no lugar do próprio Deus é orgulho fatal do tipo que derrubou a humanidade no Éden. Éden, criação, Deus, Jesus Cristo, Verbo, é exatamente isto que incomoda a Nova Era. John Ankerberg, dedicado pesquisador americano afirma: “o pressuposto básico da terapia de auto ajuda é a suposição de que cada pessoa tem um ‘núcleo divino’, ou ‘eu superior’ que pode ser contatado através de métodos apropriados tais como meditação, visualização, práticas xamanistas, etc.” (Ankerberg, The Facts on Holistic Health). O Cristianismo diz que desde o Éden o homem tem procurado se tornar como Deus, mas sempre tem fracassado. Neste final de milênio, esta seja, talvez, a maior tentativa de todos os tempos do homem ser Deus. Será que vai conseguir?
A Nova Era é um sistema que aglutina pensamentos vários e está presente em todas as atividades humanas. Apesar de várias formas de atuação, seu objetivo é um só: extinguir o Cristianismo. E isto importa em estabelecer uma nova ordem mundial onde valores cristãos são reputados por antiquados. Apesar de no Brasil a Nova Era ainda ser tímida, no mundo seus membros são mais afoitos. Veja a declaração de David Spangler, professor da Universidade de Wisconsin, que escreve no New Age Magazine: “Lúcifer atua dentro de cada um de nós para nos levar à plenitude e, conforme caminhamos para a Nova Era, que é a era da plenitude do homem, cada um de nós, de alguma maneira, é levado a um ponto que chamamos de iniciação luciférica, a porta de entrada pela qual o indivíduo deve passar, se pretender chegar a presença da luz e de sua plenitude. Essa é a iniciação luciférica. É aquela que muitas pessoas hoje, e nos dias futuros, estarão enfrentando, porque ela é uma iniciação à Nova Era.”(David Spangler, Reflections on the Christ, 40/44).

Bioenergia, a “força” da Nova Era

O seriado Guerra nas Estrelas protagoniza bem o mundo da Nova Era. Como os conceitos são relativizados, as forças retratadas em Guerra nas Estrelas são os lados brilhante e sombrio da mesma energia. Deduzindo: Lúcifer no lado brilhante e Satanás no lado sombrio, formam uma só força. Não seria esta a famosa energia vital da Nova Era, a bioenergia anticientífica, que nem de longe submete-se aos conceitos da física quântica ainda que muitos bruxos tentem “orgonizar” tal explicação. Curiosamente George Lucas, o idealizador de Guerra nas Estrelas foi aluno de Joseph Campbell, que disse que dentro dele estava o céu, o inferno e todos os deuses. A escola junguiniana que influencia a psicanálise da Nova Era está no currículum de Joseph Campbell. Dr. Maurice Rawlings, cardiologista do Pentágono afirma: “o inconsciente coletivo de Jung expandiu o conceito freudiano de que a mente humana faz parte do universo. Trata-se do deus dentro do indivíduo e não do Deus Criador. O eu era parte integrante do universo, parte das energias controladas pela força, cuja finalidade era energizar a Nova Era.(…) Se cada um de nós é um deus, existem pelo menos quatro milhões de deuses correndo soltos pela terra, cada um fazendo a sua própria vontade. Sem ninguém para tomar conta, cada um estabeleceria a sua própria verdade.”( Maurice Rawlings, To Hell and Back, Nashville, EUA)
Para a Nova Era o homem tem um poder interior que supre suas necessidades físicas, espirituais e sociais. Este poder pode curá-lo e guiá-lo a uma consciência superior. Tudo que o homem precisa é entrar em equilíbrio com a “energia vital”, que mantém todos os segredos da vida e do cosmo. Assim, desenvolvendo sua auto-estima, “religando-se” a tal bioenergia, o homem se torna um deus. Ora, se o homem pode tudo, porque ele precisaria de um Deus Criador? ou muito menos de se Filho Jesus Cristo? Entretanto, como não pode a Nova Era assustar os incautos no Ocidente Cristão, tenta-se apequenar a Cristo, traduzindo-o como um “espírito de luz”, e não como a “Luz do Mundo”, como “espírito evoluído” e não como o “Verbo que se fez carne”. A Nova Era apresenta um Jesus que não é o da Bíblia, pois o Jesus da Bíblia é o Salvador que garante a liberdade total sem precisar de vedas, avatares, mantras, terapias de vidas passadas, etc. O Jesus da Bíblia define a vida do homem a partir do presente e não com base em traumas do passado. Jesus Cristo garante fazer tudo novo para o homem sem precisar ir em busca de sofrimentos e traumas no passado (2.º Coríntios 5.17).
A bioenergia, conceito coqueluche dos novos feiticeiros, nunca foi provada cientificamente. Todavia, é a base para a manipulação dos visitantes do submundo new age. É necessário percepção acurada para não confundir conceitos dispares. O comportamento dos campos elétricos do corpo humano submete-se à leis da física. Não se pode buscar num sistema físico analogia incompatível como o sistema espiritual. As supostas estruturas psíquicas chamadas “chakras” tem mais a ver com o ocultismo oriental do que com ciência. Os “médicos” new ages afirmam que se utilizam dessas estruturas para obter curas diversas nos seus pacientes. Provando que se trata de operações espirituais, tal procedimento está intrinsecamente ligado a estados alterados de consciência.

Porque feitiçaria?
As práticas da medicina da Nova Era, ou medicina holística, utilizam conceitos de bioenergia e consciência corporal extraídos do nascedouro do ocultismo oriental. A Terapia Reiki é uma antiga técnica japonesa de manipulação de “energias” místicas redescoberta pelo Dr. Mikaousui em 1800. A medicina ayurvédica se apóia numa abordagem hindu do corpo e da vida em geral. Sua dependência do hinduismo a torna atraente para muitos terapeutas da Nova Era. A crença na suposta forma latente de energia adormecida kundalini (do sâncrito enrolado) que através da ioga desperta a sai da base da coluna dorsal subindo e ativando os pontos chakras guiando a pessoa ao céu nirvânico, está profundamente comprometida com o paganismo. As serpentes sempre estiveram ligadas ao ocultismo oriental. Buda sentou sobre uma serpente quando escapou duma grande inundação. Os deuses Vishnu, Brahma, e Shiva a trindade do hiduismo têm ligações com serpentes. Shiva o deus da destruição, do hinduismo é conhecido como o “deus das forças” e porta o Rei-Serpente (Bhuja-gendra) no pescoço e aos conceitos new ages.
A Nova Era criou novos termos para perpetuar a feitiçaria em nossa sociedade. Advinhadores são conhecidos como futuristas, possessão demoníaca é traduzida por canalização ou viagem astral, as antigas bolas de cristais deram lugar a pequenos cristais, meditação substituiu auto hipnose, etc. Além disso, os meios de comunicação há muito se filiaram à corrente mística promovendo a Nova Era, sendo vetado outras visões sobre os fenômenos apreciados em suas programações.
Poderíamos provar a falácia da psicologia transpessoal que é um embuste para que a meditação da Nova Era seja ensinada em congressos e nos currículos universitários. Um exemplo claro do grande embuste oculto é a história de Johana Michaelsen, em seu livro A face atraente do mal, editora Candeia. Outro depoimento marcante é do ex-sacerdote brâmane Rabi R. Maharaj, em seu livro Morte de um Guru, editora Vida Nova.
Moisés escreveu: Não se achará entre ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha [praticante de magia negra], nem advinhador [cartomante, leitura de mãos], nem prognosticador [médiuns, paranormais, astrólogos], nem agoureiro [hipnotizador, superticiosos], nem feiticeiro [seguidores de satanás, adeptos de culto afro], nem encantador [os que usam tábuas de Ouija, cartas de Tarô, I Ching, pêndulos, psicografias, cristais, talismãs], nem necromante [os que invocam os mortos ou os guias espirituais, ioga, percepção extra sensorial, controle da mente e fenômenos psíquicos], nem mágicos [praticante de ocultismo, bruxos], nem quem conulte os mortos [por meio de sessões espíritas]; pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor teu Deus; e por estas abominações o Senhor teu Deus os lança de diante de ti. (Deuteronômio 18.10-12- compilador: Maurice Rawlings) Apesar da parapsicologia tentar explicar esses fenômenos, sempre haverá um momento que o apelo ao sobrenatural é indispensável, e reinos espirituais existe apenas dois: o de Deus, que condena aquelas práticas, e o reino de Satanás.
De forma geral a sociedade está como que seduzida pelo ocultismo oriental deixando que tais terapias tomem conta de nosso mundo, sem nenhum questionamento. A única explicação que concebo é a da Bíblia que fala de um sentimento anticristão no final dos tempos e uma apostasia generalizada, onde os homens deixariam a verdade e voltariam para as fábulas. Isto não é de se admirar pois já tem gente dizendo que acredita em duende.
——————————————————
Fonte consultada:
1 – Eles viram o inferno – Maurice Rawllings – Multiletra
2 – Os fatos sobre saúde holística e a nova medicina – Weldon e Ankerberg – Chamada da Meia Noite
3 – Entendendo o Oculto – Josh McDowell – Candeia
——————————————————-

Jossy Soares é advogado e Coordenador da Agência Pés Formosos – jossy.soares@uol.com.br

Anúncios

Um comentário em “NOVA ERA: feitiçaria em alto nível

  1. Graças a Deus, num momento preciso, li este texto. Meu filho é diabético há três anos (tem treze) e somos cristãos há muito tempo. Confiamos no poder de Deus e nas suas promessas e, neste ano, especialmente estamos confiantes da solução que o Senhor nos dará, e, de forma muito insistente e de um jeito difícil de recusar, surgiu-nos a proposta de um tratamento bioenergético da parte de uma pessoa muito ligada que é renomada no mundo e agora está no Brasil, justamente na nossa cidade e que quer nos dar esse “presente”. Não tínhamos decidido nada, estávamos orando e tive muito temor de estar confundindo a fé de meu filho e tirando a honra do Senhor quando ele for curado, mas precisava de uma confirmação, de uma opinião de peso para decidir, e, creio que o próprio Deus me levou a ler este artigo, por sinal, muito esclarecedor, pelo qual agradeço.
    Deus os abençõe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s